sexta-feira, 3 de julho de 2015

Lei de cotas : INCLUSÃO DE PESSOAS COM DEFICIÊNCIA NO MERCADO

Tatiana Rolim fala​ ​sobre a importância da empregabilidade
Paulínia, 3 de julho de 2015 - ​A psicóloga Tatiana Rolim abriu a palestra “Disseminando a Lei de Cotas - Desafios ​da ​inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho”,​ ​quinta-feira (dia 2), na Câmara Municipal, detalhando a importância da Lei de Cotas, além de inspirar pessoas​​ para que vençam suas dificuldades​ e de ​trabalhar como ativista em defesa das pessoas com deficiência na sociedade em geral.

Tatiana ressaltou a importância do evento para cidade. “Agradeço a Valdireny de Mira da Silva, mulher engajada na política pública do segmento das pessoas com deficiência, ​ e a parceria com o vereador Flávio Xavier. Também agradeço ​a​o prefeito José Pavan​ Junior​ e ​a​ primeira-dama​ ​Lucila​ Pavan​,​ que foram prestativos e nos receberam com todo carinho, possibilitando que este evento atingisse o sucesso almejado”.
A palestrante agradeceu ainda às empresas de Paulínia e região, ​ ​que estão envolvidas​ na empregabilidade das pessoas com deficiência. ​ ​"Percebemos que há demandas para serem trabalhadas​, por exemplo, ​ na​s​ área​s​ d​e​ saúde​ e ​d​e​ educação. O resultado deste trabalho ​é​ a parceria que está começando​ com as empresas. ​Meu desejo é trazer mais ações direcionadas para ​elas, tanto do setor público, como privado”.
O secretário de Indústria e Comércio, Hercules Duarte, destacou a importância do evento para a adesão de empresas à Lei de Cotas, "necessidade de cidadania​ e desenvolvimento social​ que é estimulada pelo prefeito Pavan".​
Tatiana Rolim também é psicopedagoga, especializada em saúde coletiva e em psicologia hospitalar e da reabilitação, e capacitação em violência familiar. Possui livros publicados ​, a exemplo de “Meu andar Sobre Rodas” e “Rodas de Mãe”, que​ trata de​ sua história​, segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura. 


Participantes
​Além do secretário Hércules Duarte, participaram da palestra o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência​ ​Miguel Samuel de Araújo e os vereadores Sandro Caprino, Ângela Duarte, Fábio Valadão, Custódio Campos, Flávio Xavier​ ​e Zé -Coco​, entre outros convidados​.


A realização do evento
Foi​ ​uma parceria da Secretaria de Indústria e Comércio (SIC), da Câmara Municipal e do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Paulínia.


Assessoria de Imprensa da Prefeitura Municipal de Paulínia (SP).


sexta-feira, 12 de junho de 2015

, iDGrupoHEall realiza palestra com Rogério Calusa Nosso próximo encontro, no dia 27 de junho

Grupo iDHEall, realiza work shop com Rogério Calusa
Nosso próximo encontro, será no dia 27 de junho onde teremos um Workshop com conteúdo inédito e com a participação do Profissional e Pesquisador Rogerio Calusa que apresentará o Modelo para o aprimoramento das múltiplas competências e proporcionando benefícios de através da sabedoria diferenciada em seus arquétipos (Mestre - Curador - Guerreiro - Visionário) que permite, na sociedade atual, uma orientação adequada para viver de maneira mais equilibrada consigo mesmo.
O Grupo iDHEall – Desenvolvimento Humano Essencial para todos – criado em junho de 2001 por um grupo de pessoas que tinham a finalidade de contribuir com o aprendizado e conhecimento atualizado das pessoas mais carentes. Hoje é aberto à todas as pessoas que buscam desenvolvimento em todas as áreas da vida.
Através de um Workshop mensal, geralmente no último sábado na parte da manhã, oferecemos oportunidades, com um caráter meramente social e sem interesses financeiros, à todas as pessoas que queiram seguir na direção de ampliar a capacidade evolutiva na busca da excelência em todas as áreas que julgamos impactantes para o desenvolvimento humano. 
Com ações sistêmicas, nosso foco é auxiliar o ser humano em seus projetos de mudanças e crescimento, compreendendo todas as implicações que uma transformação pode acarretar ao sistema onde um ser humano está inserido e todos evoluam de maneira natural. Nossa metodologia é integrar todas as pessoas que buscam desenvolvimento humano, de maneira pratica e eficaz, para que, de maneira sustentável, possam além de se evoluir como pessoa, serem verdadeiros exemplos para a sociedade, oferecendo conhecimentos e aprendizagem, baseados na Era atualizada do Desenvolvimento Humano. Com participação ativa no desenvolvimento humano e elevando o nível de consciência pessoal, proporcionaremos verdadeiras oportunidades às todas as pessoas de conhecer novas tecnologias para promover o sucesso pessoal e profissional, despertando capacidades humanas presentes em cada um de nós. Para tanto consideramos a aprendizagem, a reciclagem, a inovação, a coerência e constante participação nos nossos encontros mensais, o motor fundamental para a evolução integral e plena.
Segundo Cassio Corazzari, co-fundador e coordenador do Grupo até hoje, este trabalho é realizado de maneira ética e moral, contribuindo com a melhoria continua da qualidade de vida e desenvolvimento das potencialidades das pessoas que participam assiduamente, ressaltando a presença de centenas profissionais experts, qualificados e renomados no Brasil e internacionalmente que vem transferir gratuitamente seus conhecimentos. Sempre coerentes e cientes da nossa responsabilidade social como agentes facilitadores de mudanças e transformações. É muito comum o relato dos participantes que ao final de cada encontro do iDHEall, percebam, dentre outros, os seguintes benefícios: Lidar com emoções de modo a solucionar conflitos; aprender a solucionar problemas de relacionamentos pessoal e profissional com muita eficiência; compreender a verdadeira importância das suas emoções, no desempenho e na obtenção de resultados nos relacionamentos pessoais e profissionais, obtendo uma visão enriquecia de si mesmo e das outras pessoas; conhecer os mecanismos internos que ativam uma boa auto-estima; solucionar eventuais bloqueios e restabelecer a autoconfiança; ampliar significativamente o poder de influência; ampliar significativamente a capacidade de comunicação e liderança; tornar acessíveis e dominar estratégias para superar resistências, rejeições e objeções; acelerar a capacidade de aprendizado para que se produza mudanças e possa gerenciá-las; definir resultados atraentes, facilitando a conquista de seus objetivos; desenvolver relacionamentos de alta qualidade; flexibilidade para obter mais opções nos momentos de tomada de decisões.
Nosso próximo encontro, será no dia 27 de junho onde teremos um Workshop com conteúdo inédito e com a participação do Profissional e Pesquisador Rogerio Calusa que apresentará o Modelo para o aprimoramento das múltiplas competências e proporcionando benefícios de através da sabedoria diferenciada em seus arquétipos (Mestre - Curador - Guerreiro - Visionário) que permite, na sociedade atual, uma orientação adequada para viver de maneira mais equilibrada consigo mesmo. Estas sabedoria permitem expandir a consciência sobre o lado luz e o lado sombra dos comportamentos frente às situações, identificar os comportamentos que requerem aprimoramento para alcançar resultados diferenciados, adotar um estilo de vida livre de dependências emocionais, gerando mais equilíbrio interior e melhor qualidade de vida mental e emocional.
Contribuição de R$ 20,00 (vinte reais): Valor simbólico apenas para manutenção, organização dos eventos e garantia de sobrevivência do Grupo iDHEall. HORÁRIO: das 09h00min às 12h45min LOCAL: SEST SENAT de Campinas-SP Av Comendador Aladino Selmi, 1395 – Pq Cidade Campinas

FERVEÇÃO NA POLITICA DA CIDADE

Política dos Bastidores
Ferveção na máquina do Poder
Em que pese o reboliço que envolve a politica local por conta da alternância no poder, por dentro da estrutura da máquina administrativa, a escolha da nova diretoria para o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público de Paulínia ,coloca azeite nas engrenagens e esquenta os ânimos daqueles e daquelas que fazem tudo acontecer, mesmo sem o reconhecimento daqueles e daquelas que deles dependem.
O conflito de objetivos
A tensa relação entre trabalhadores concursados e comissionados esbarra no antagonismo dos interesses,  dos que ao chegarem ao  poder,  estabelecem a ordem das prioridades do governo sem pensar no interesse do povo. Ora, para atender bem a população há que olhar para quem põe a mão na massa, pega no batente, mesmo sem ter condições dignas,  para o exercício das funções que estão estritamente ligadas ao interesse do cidadão e da cidadã.
O poder de cada um
A triste compreensão de que o poder está só com eleitos e comissionados, tira o servidor concursado do centro das decisões, que se vê prejudicado diante da paralisação do processo de debate do Plano de Cargos, Salários e Vencimentos que vinha em curso.

Movimento contra o retrocesso
 O Plano de Cargos é uma conquista da categoria assegurada na data-base. Por R$ 1.7000,00, a administração passada contratou uma consultoria para elaborar o Plano. Foi aberto um ambiente de conversas, conforme foi amplamente divulgado pelo Sindicato por faixas expostas nas entradas em órgãos da prefeitura.Com a troca de comando na gestão em 6 de fevereiro , a proposta foi interrompida.  Até a hora que concluímos nossas análises, estamos sem saber quando retomada, já que o contrato com a empresa de consultoria está suspenso pelo que sabemos.
Coisa de mortais
Mesmo com as diferenças, todos e todas devem olhar para o objetivo sem muito messianismo. No exagerado discurso, tem quem diz a as relações dos vereadores com o grupo do prefeito José Pavan Junior.  O!... Estaria essa pessoa confundindo a Casa de Leis com o Nosso Lar?A obra psicografada por Emanuel, destaca conflitos até entre os que vivem no Umbral divino, há! há! há!.. Pode até haver uma relação de harmonia na relação, agora não venham dizer que tudo está na mais perfeita paz, isso é exagero no ânimo da narrativa das intenções.
Sem ódio
Chama a nossa atenção, o discurso da unidade feito repetidas vezes pelo líder do Governo, que desafiou o ex- companheiro de que tem café no bule. Olhe, a gente aqui resiste as tentações de riscar o fósforo diante de pavios úmidos de gasolina e deixar que alastrem as labaredas, já que uns e outros parecem acreditar que têm luz própria para debelar chamas , mesmo sob o risco de serem encobertos de fumaça
Nossa sugestão é a cautela          
  Diz o ditado que prudência e caldo de galinha não faz mal a ninguém. Paz é diferente de  PAS para o qual as pessoas são selecionadas para serem atendidas. Paz é algo que buscamos nos momentos de conflitos, identificando as motivações. Temos,  claro que essa condição se constrói com verdades,  conversa  reta, reconhecimento, olho no olho e espírito desarmado.É a nossa intenção para amenizar o forte e tenso ambiente ora instalado na classe política, para permitir o bom andamento das coisas. Mostrar café no bule, é atitude clara de quem quer ver o leite ferver até que uma gosma borbulhe sobre ele para dominar tudo depois que a chapa esquentar..
Então Fika Dika
Os fracos certamente terão dificuldades para entender o que a gente escreve há! há! há!..



sexta-feira, 1 de maio de 2015

NA POLÍTICA, PAULÍNIA ENTROU NO APOCALÍPSE

Política dos  Bastidores
Por Miguel  Samuel de Araujo

Das profecias ao apocalípse

O ambiente de turbulência no meio politico, está para nos levar a crer que a cidade de Paulínia cumpre a rota bíblica com todas as suas passagens, situação  que exige mais do que nunca do presidente da Câmara, Sandro Caprino (PRB), o foco nos exemplos do rei Salomão que com mãos firmes fez justiça quando foi preciso, sem perder de vista os compromissos assumidos com quem o conduziu ao trono.
Entre a Cruz e a espada
 Hoje , o meio político entrou no cumprimento das previsões dos sábios profetas e prenúncios de final dos tempos. O presidente da Câmara ainda parece se prender ao Velho Testamento, mais precisamente aos encantos dos tempos e templos de Nabucodonosor, sem norte  para conduzir o povo por essa Babilônia toda.
Na verdade , na verdade
Certamente, a minoria que e conhece as escrituras e faz politica na cidade , haverá de entender a nossa análise metafórica acerca do quadro atual  e do que está por vir. Ainda não é o fim. É o prinícipio do fim
Entendimento da Engenharia
Não há como esconder que Sandro Caprino se tornou presidente da Câmara , como ungido pelas mãos do ex- prefeito Edson Moura Júnior (PMDB) de quem ele foi lider de Governo e com as bençãos do pai dele, o também ex-prefeito Edson Moura.Com José Pavan Júnior ( PSB) no cargo desde 6 de fevereiro, aqueles vereadores que votaram em Sandro recompuseram com a máquina. Com a aproximação do Executivo, para  eles,fica fácil  agilizar suas demandas e pleitos de munícipes que se dirigem aos gabinetes parlamentares
A base governista completa
Agora, quem fala grosso na Casa é Fábio Valadão ( Pros) , lider governo e Angela Duarte (PRTB)  que disputou a presidência com Caprino.  Acompanharam o prefeito durante a entrevista coletiva da quarta- feira, dia 29-, os vereadores Tiguila Paes (PPS), Angela Duarte (PRTB) , Gustavo Yatecola(PT do B),João Pinto Mota (PSDC) , Marquinhos da Bola (PSB), Danilo Barros (PCdoB), Marquinhos Fiorella (PP) e Dú Cazelatto (PP).  Depois se reuniram numa sala do Gabinete do Prefeito. O presidente da Casa, não compareceu á coletiva que embora convocada pela Assessoria de Imprensa, os vereadores também foram convidados para o ato, pelo lider de Governo , Fábio Valadão durante a Sessão Ordinária da terça, dia 28.
Reunião Política
 Foram notadas  as ausências  dos vereadores Custódio Campos (PT), Zé Coco (PTB), Dr João Mota (PT), Carlos Xavier ( PSDC) e Edilsinho Rodrigues (PPS).Não sabemos o que foi tratado na reunião dos vereadores do Gabinete. A nós , basta saber ,que eles ouviram do prefeito  uma exposição pesada  contra o antecessor , Edson Moura Júnior, de quem, os mesmos vereadores que ali estavam , um dia formaram a base aliada. As declarações de Pavan , se estribam em levantamentos de possíveis falhas e infrações administrativas que sua equipe constatou nos atos  da administração anterior.A equipe é uma comissão formada por gente das áreas jurídica, finanças,planejamento e Gabinete.
Desarrumação administrativa
 Em relato aos jornalistas , secretarios e vereadores, Pavan Júnior, destacou uma  série de falhas no processo adminisrativo , como desvio de finalidades de verbas federais que foram gastas de forma indevida e suspostas irregularidades na gestão do Instituto Pauliprev.Pavan informou que as operações irregulares constatadadas  serão relatadas aos orgão fiscalizadores do Estado e da União. Um recado indireto ao destinatário certo
Política requer lealdade
Jô Soares, o pesadão das telinhas destaca em tom de sarcasmo, que as pessoas estão tão acostumadas com a mentira  que se espantam com a verdade. E foi o que chamou a atenção na última sessão de Câmara , do dia 28, quando o vereador Zé Coco, se mostrou leal ao seu Partido o PTB. Ele votou a favor da representação contra o Prefeito José Pavan Júnior seguindo orientação da legenda. Partido é uma agremiação de homens e mulheres que caminham juntos conforme suas deliberações.
Mandatos e cargos têm donos
A reação de colegas de outros partidos contra assuntos internos de outra legenda, mais pareceu gesto de solidariedade ao colega como se a carta  lida em plenário a pedido do PTB fosse o fim do mundo. Ora, é resolução do TSE que os mandatos pertencem aos partidos e que os detentores dos mesmos sigam as orientações. Não fosse assim , bem que o PTB deveria pleitear o uso da Tribuna para declarar sua posição, como fez o PT em passado recente, quando decidou se declarar  oposição ao Executivo.
O voto de lealdade ao Partido.
O vereador Zé Coco teve um gesto de grandeza ao aproveitar ao manifestar o voto em silêncio. Que todos detentores de mandatos dialoguem com seus representantes partidários , façam debates em plenárias com os seus diretórios. É a exigência dos tempos modermos para a construção de  propostas politicas e fotalecimento da democracia
Ódio, Paz  e verdades
Nessa cumbuca do PTB não nos cabe por tempero por conta do nosso respeito aos seus integrantes, dos quais alguns muito considerados nossos. Em matéria nessa edição, o presidente da sigla, ex- vereador  e ex- vice- prefeito, Francisco Bonavita  destacamos pequenos caroços desse angú que mostra claro o sentido do discurso lider do governo Fábio Valadão ( Pros) ao usar  o microfone da Câmara para interferir nas decisões internas do Partido que o elegeu.
Eram tão amigos, quase família
Valadão foi eleito pelo PTB  na Coligação de Moura Júnior e deixou a legenda em meados de 2013, sendo que rompeu com o PTB , assim que foi eleito.
A dor do chumbo trocado
Em declaração ao Cromo, Bonavita responde ao vereador e diz respeitá-lo no seu primeiro mandato já que ele cumpriu cinco mandatos e compreende a posição de um vereador e líder numa Casa Legislativa.  Aos demais críticos que o atacam pelo facebook, ele disse que pela história politica dessas pessoas, elas não merecem respostas, há! há! há!
A confraria dos infelizes
Recentemente bloqueamos vários perfis do facebook, não só por e tratarem de fakes, perfis falsos , foi por sabermos quem são os tipos covardes que se escondem em identidades falsas para atacar , criticar e dizer o que não têm coragem de fazê-lo na frente. Nada contra essas pessoas , sendo que algumas delas fazem parte dos nossos relacionamentos. Só não interagimos mais com elas pela rede pelo nosso desprezo ao que vem das mentes insensatas.
Contra a força que traiu os trabalhadores
Num encontro com lideranças sindicais e dos movimentos populares, no Sindicato da Construção Civil em Campinas, na sexta- feira, dia 24 de abril, o deputado federal Vicentinho do PT, indicou repúdio ao colega Paulo Pereira , o Paulinho da Força do partido Solidariedade (SD), nos eventos do 1o de Maio-, por se empenhar na defesa do projeto de terceirização  que foi aprovado na Câmara dos deputados e está no Senado.Conforme Vicentinho, é inconcebível , um parlamentar com história na luta dos trabalhadores  defender o fim dos direitos conquistados.















sábado, 11 de abril de 2015

EM PAULÍNIA, O SERVIDOR TRABALHA E OS POLITICOS BRIGAM

Política dos Bastidores
Por
Miguel Samuel de Araújo
Políticos brigam e servidor trabalha

Se o conjunto dos servidores públicos municipais fosse ao ritmo dos embates políticos, a cidade de Paulínia estaria parada , ninguém na Prefeitura faria outra coisa que não fosse tramar estratégias para superar os imbróglios nos quais a gestão pública se enfiou. Tudo por conta de um processo de judicialização da política.

Caminho sem volta

Desde o momento, que um grupo descobriu que provocar o Ministério Público , traria resultados e dividendos políticos porque os procedimentos embaraçam os planos do adversário, deflagrou -se a guerra que não sabemos quando irá terminar. Os lances mais recentes, são as denúncias contra o prefeito José Pavan Júnior (PSB) e o afastamento do presidente da Câmara , Sandro Caprino(PRB) que voltou na quinta , dia 9 com uma liminar..

Denúncias pesadas

Se por um lado, o pessoal de José Pavan Júnior comemora o que chamam de êxitos em denúncias contra o pessoal de Edson Moura Júnior, por outro lado, é fácil perceber sorrisos amarelos e sem graça a partir dos protocolos das denuncias feitas contra o próprio Pavan, pelo ex- diretor do Pauliprev, Mauro Rodrigues. É uma peça robusta que passa pela secretaria geral da Câmara e pelo Forum da cidade, papelada suficiente para perturbar o sono de Pavan e Lucila. Tem outra, e outra deverá dar entrada. Não foi falta de avisar que esse pessoal assumiu em 6 de fevereiro com muita e mais muita sede no pote, como quem estivesse com a bola toda para devassar as ações de Moura Júnior, e vasculhar as gavetas dele a procura de coisas que possam incriminá-lo

Comissionados e concursados

A relação tensa entre o pessoal do quadro, e os que foram nomeados para cargos em comissão os CCsacaba, por atrapalhar o andamento das coisas da administração, tudo por falta de traquejo para gestão de pessoas e gerenciamento de relações entre as partes. Os comissionados , que nem sabem onde fica o banheiro, ficam inseguros e provocam a desagregação de forma medonha e o pior de tudo é o clima entre os concursados e comissionados que são do quadro de carreira. O colega revela a verdadeira cara para a turma que pega o cargo que não é eterno.
Quanto custa o caça ás bruxas ?
Afastamentos, transferências de setores e outros procedimentos que configuram assédio , podem representar prejuízos administrativos e danos políticos no futuro.

Só um exemplo

Imaginem o afastamento do ex- secretário Cícero de Brito de suas funções, sendo ele um cara que por um bom tempo andou lado a lado com o casal que domina a Corte? Não vai longe, ele reverte o caso na Justiça, não provam nada contra ele e fica um ambiente de constrangimento. Que a Lucila e o Pavan estão com poder, todo mundo sabe, é só fazer a cidade andar, não precisa pisar na goela das pessoas.

Enquanto isso, a disputa

Se a gente a partir de agora, for dar manchete cada vez que um grupo compor a Comissão Provisória de um partido politico, vamos dedicar capas e mais capas de jornal sobre esse assunto. O empresário Mauro Torres, Maurinho da Lumina, agora é o presidente do Solidariedade, partido liderado pelo deputado federal Paulinho da Força.. Força Maurinho, que a experiência o anime a fazer politica em Paulínia sempre, há! há! há!..


Já saiu com discurso
 
O empresário está animado e promete fazer a diferença com Palito, candidato a prefeito. Ele o apresenta como ex- presidente da Câmara que fez muita coisa em quatro meses, comparado com outros ex- presidentes da Casa , que inclusive comparam o volume das contratações, em modalidade de convites que ele fez no curto espaço de tempo em que ficou no cargo.Palito foi candidato a prefeito pelo PC do B em 2012 e agora se enveredou para o Solidariedade


Novos dirigentes

Com essa informação, Maurinho inaugura o novo ambiente de disputa, embora o outro empresário, Tuta Bosco já tenha se tornado presidente do PPS na cidade. Também há uma especulação de que o ex- secretário do planejamento ,Esdras Pavan estaria se tornando o presidente do PDT na cidade. Outra novidade..


Marcas marcada
s

Éde se estranhar um empresário que se declara um cara de visão , associar seu projeto politico ou projeto do qual faz parte ao nome da empresa. O nome de Paulo Maluf ficou associado à Eucatex, caso raro, dado a personalidade forte do Doutor Paulo, que converteu o perfil em votos para um eleitorado fiel. Ou o cara quer, ou está em vias de quebrar a atividade empresarial,ou já está á beira de um abismo e quer um motivo para se justificar perante a conjuntura nacional, atribuindo o fracasso à politica brasileira do Governo Federal

Tudo culpa da Dilma

Não deveria ser assim em 2016 em Paulínia, só que em função dos resultados de 2016 na cidade, as candidaturas vão explorar o vácuo deixado pelo PT. Pelo menos três candidaturas já demonstram essa inclinação: Palito ( SD) , Dixon Carvalho (PSDB) e Tuta Bosco (PPS). Só que de propostas concretas para a cidade, eles não tem nada que avança. Enquanto isso, o PT, que tem dois vereadores na cidade , não faz parte do governo local e se prepara para debate sobre Paulínia, levando em conta os avanços das propostas do Governo Federal, ainda não implementadas pela administração local comandada pelo PSB e PSBD. Vejam que debate interessante de se fazer, e daí sairá uma candidatura. Outro jeito de fazer composições










quinta-feira, 2 de abril de 2015

PAULÌNIA CIDADE DE DEUS

A Política dos Bastidores
Por Miguel Samuel de Araujo

Cidade de Deus

Literalmente por tudo o que se vê e acontece, ou é coisa de cinema ou algum mistério. Pelo visto, nem o Poder Judiciário está conseguindo conter o ambiente impetuoso das disputas políticas que passam pelo forum da cidade  e pelo Ministério Público na cidade de Paulínia SP
Guerra de idéias e de papéis
 Já que é disputa, pelo visto as mesas dos juizes e promotores em breve estarão entupidas com muito mais  processos do que já porque a outra parte vai reagir e com muitos fundamentos  jurídicos
Doa a quem doer
 A anulação do Pregão para a compra de ovos de páscoa, no dia 31, mostra que se o pessoal do ex- prefeito Edson Moura Júnior decidir agir igual fez o pessoal de José Pavan Júnior, levando tudo para o Tribunal de Contas e buscando outros caminhos de fiscalização, muita gente vai se arrepender do que fez. O pessoal do Pavan não está isento de acusações feitas á Moura Júnior e sua equipe nas questões politicas e administrativas.Tem muita história, é só vasculhar
A Ordem cronológica das coisas
Conforme está claro no Portal da Transparência da Prefeitura, o prefeito José Pavan Júnior pagou mais de R$ 20 milhões para três empresas grandes, são elas, a Corpus, a Passaredo e a Sancetur , deixando sem pagamento, muitos outros fornecedores sob o argumento de estado de emergência por 60 dias para averiguar contratos.
Interesses  que movem a guerra
Como nada é por acaso, o que estaria por trás das investidas do pessoal do prefeito José Pavan contra o presidente da Câmara Sandro Caprino (PRB) e do ex- prefeito Edson Moura Junior, não fossem lances da disputa de poder ?
Estranhamento começou na posse
A equipe de José Pavan Junior ficou com Caprino atravessado na garganta desde o dia 6 de fevereiro quando quando ele foi diplomado como prefeito pela Justiça e empossado em seguida. A posse dele estaria marcada para o dia 10 de fevereiro e nesse dia Pavan foi á Câmara e desentendeu com Caprino .Ele o desqualificou como homem público e como pessoa na presença de colegas. Pavan se recusou assinar a ata de posse por se considerar empossado na sexta- feia , dia 6.
Guerra das gavetas
 O pessoal do prefeito aproveitou o ensejo de estar vasculhando as ações do antecessor e pegou os pagamentos feitos por Caprino que ficou como prefeito interino só por dois dias. O presidente da Câmara foi afastado do cargo, acusado de usar recursos destinados para fins específicos e pagar fornecedores fugindo da ordem crononológica normal de pagamentos.
Sandro abre o jogo: não autorizou pagamentos a credores
O presidente da Câmara afirma pelo pelo curto período que esteve como prefeito ( ele assumiu na quinta- feira, dia 5 e saiu na sexta- feira, dia 6) , apenas teve tempo para encaminhar o que estava programado.Ele diz colocar os sigilos fiscal, bancário e telefônico á disposição da justiça e de quem mais estiver interessado.
Os discursos de sempre
A última sessão de Câmara, terça- dia 31, foi marcada pelas presenças de dois novatos, Maria Mercedes (PTB) no lugar de Sandro Caprino (PRB) e Flávio Xavier (PSDC) no lugar de Siméia Zanon (Pros), Fora esse fato, o blá blá blá se repetiu. Angela Duarte (PRTB) e Fábio Valadão ( Pros) deitando a falação contra Edsn Moura Junior a quem atribuem a culpa por todo os demandos e apresentando José Pavan Júnior como o salvador da lavoura , tudo em lances curiosos . O vereador Valadão que em 2012 se elegeu pelo grupo de Moura, disse que o atual prefeito  José Pavan é o orgulho de Paulínia. Foi  por aí
Mouristas confiantes
Pelas manisfestações e presenças na sessão, a decisão da desembargadora Diva Malerbi de negar a liminar que garantiria a volta de Moura Junior ao cargo, não abalou seus aliados.Acompanharam cada detalhes dos discursos e acreditam na virada de jogo no TSE em Brasilia.. 



sexta-feira, 27 de março de 2015

dos BastidoreS
Por Miguel Samuel de Araújo
Desiderata do poder
Na humildade, aos poucos, todos nós aprendemos como lidar com o glamour do poder, confrontar diariamente a fantasia com a realidade sem perder o chão. Chorar, sorrir, compreender o outro, buscar crescer e aprender com cada uma das experiências.  Assim não há motivos para proporcionar ao outro, aquilo que não queremos para a gente e nem para os nossos. Aprendemos com os fatos e vamos tocando em frente levando o sorriso para quem precisa extravasar o choro que já foi demais. Na humildade mesmo, cada um sabe de si, sabe o que passou e sabe o que sente com cada uma das surpresas constantes dessa vida tão dinâmica ,que move a política em Paulínia
Só os fortes compreendem
Tomado pela empolgação, o pessoal do prefeito José Pavan Júnior ( PSB) e ele próprio se esqueceram de como funciona  o processo político e enfiaram literalmente o pé na jaca , logo na noite da sexta- feira , dia 6 de fevereiro quando houve a  diplomação. Por sua vez, o pessoal de Edson Moura Júnior , que então deixava seus cargos entrou em ambiente de horrores com toda sorte de humilhação, xingamentos e impedimento de adentrarem aos locais de trabalho  para a retirada de pertences. O mundo político guarda possibilidades do uso legítimo de artifícios para as disputas do poder, e disso os fracos se esquecem, não compreendem e se frustram.  Em 50 dias na cadeira de chefe da cidade, Pavan Júnior que alardeou para os quatro cantos que está para fazer um levantamento das contas do antecessor, prometeu revelar coisas até antes não sabidas e rever contratos feitos por Moura Junior. Agora, ele pode estar exposto e seus aliados todos desapontados, principalmente aqueles que são servidores estáveis e tinham sido nomeados para cargos comissionados.
Do discurso para a prática
Nada como as reviravoltas para realinhar os pensamentos, assim tem sido em todas as sociedades que passaram por guerras, terremotos, epidemias e outras tragédias. E vai desse pensamento que a gente acredita na eficácia do discurso do vereador Fábio Valadão, líder de Pavan na Câmara de que é preciso unidade politica pela cidade, uma espécie de repactuação pelo bom andamento das coisas. De opositor e crítico mordaz, ele se revelou o conciliador das idéias e que assim seja. Vamos ver os discursos na próxima sessão ordinária. Como ele próprio diz, é pelo bem da cidade.

Comitiva assustada

Por demais conhecedor do mundo country fest, como bailões, rodeios e montarias,  José Pavan Junior, deve ter muito claro na cabeça, que quanto mais tempo o boi fica preso no brete, mais bonito  ele pula, com o saco amarrado quando o peão chega a espora nele
Trabalho para toureiros
E foi com esse pensamento que em mais ou menos de 50 dias, ele deixou os vereadores, como feras bufando no cercado. Era esperado pelo momento um pouco da melhor ração neste período. O chefe esperou o momento certo para abrir as porteiras e soltar todos os bichos de uma vez para esmagar o antecessor, Edson Moura Júnior sem a menor chance de escapar. Só que a boiada estourou e agora, haja panos vermelhos para conter a fúria dos bichos ferozes ..
Ação de palhaços na Arena
De nada vai adiantar recorrer para as faixas e bandeirinhas vermelhas do pessoal de São Bernardo do Campo, porque touro, que é touro macho, vai pelo cheiro da coisa, há! há! há! há!..  Um boi só, é fácil controlar.  Agora, uns dez indo  em  cima complica tudo. Tomara que dê tempo de pelo menos subir na cerca e abanar o chapéu . Segura peão!..

Prerrogativas do cargo
O presidente da Câmara de Paulínia, vereador Sandro Caprino, refuta as afirmações de que ele teria desviado recursos da prefeitura no curto período em que foi prefeito interino. Ele afirma que o remanejamento de recursos está dentro do percentual autorizado pela Câmara e que o prefeito tem o poder discricionário sobre os recursos. Caprino vê a investida contra ele como ação maquiavélica. A advertência do cara que vos escreve é a seguinte: Jamais, Nicolau Maquiavel seria capaz de ensinar uma estratégia duvidosa. Pelos rastilhos da pólvora que escapou do tiro que poderá acertar o pé de quem estimula a ação, ela está mais para uma estratégia Natanaélica, há! há! há! há
Só tiro no pé
 Levado a pé da letra da linguagem figurada, bem ao estilo dessa galera, os estrategista de Pavan Júnior vivem na plenitude da prática de aborto e suicídio político.Bem que a gente tentou ensinar um pouco, não adiantou nada.
Mente mestre, que mente  !...
 Pouco antes de Júnior assumir a prefeitura, o rapaz desqualificou os vereadores da base do então governo, Edson Moura Júnior , acusando –os de vendidos, achacadores e outros adjetivos impublicáveis neste sagrado espaço. Bastava ser aprovado um projeto do Executivo e lá vinha ele com suas postagens verborrágicas citando nominalmente quem votou a favor.
Cara de idéias tóxicas
 Agora, os vereadores se recusam a sentar com ele. .

O moço virou alemão no meio político e vive a atacar o presidente da Casa, pode? Meninos,pensem bem na diplomacia pavanista. O cara é peruca solta mesmo, há! há! há!..
Sensibilidade de elefante
Sinceridade, não é por mal, não. Quem será que orienta esse pessoal. O José Aparecido Miguel, não pode ser, ele é um cara de bons princípios e educação, até onde o conhecemos. É um cavalheiro vivido em grandes redações. Miguel tem anos e anos de estrada como profissional, trabalhou em comunicação corporativa e compreende os momentos que precisam fazer a gestão de conflitos.
Papo em línguashula
 Para nosso desalento, o próprio Junior Pavan, falou coisas do arco da velha para os vereadores na terça- feira 10 de fevereiro e foi filmado e gravado em celulares. Quem ouviu tudo,garante que o homem soltou pérolas, que para ele podem ser comuns, só que jamais a gente publicaria neste sagrado canto de página em respeito aos leitores e familiares.
O bom filho retorna
Bem mais experiente do que em décadas passadas, o empresário Dixon Ronan Carvalho está de volta ao PSDB, onde tem velhos amigos. Ele deixou o partido em 2003 e foi para o PT. Recentemente estava no PR. Segundo fontes, o nome de Carvalho está bem aceito no ninho dos tucanos com o apoio de gente da alta cúpula..

Rolezinho de madames
Juventude negra e pobre circulando em turma pelas ruas é barderna ,  rolezinho, caso de polícia e saque aos estabelecimentos.
Agora, mulheres bem produzidas mostrando suas panelas e xingando todo mundo sem saber do que se trata é FORA DILMA .. Foi assim no dia 15 de março por esse Brasil a fora e Paulínia seguiu  a toada, há! há! há!