segunda-feira, 10 de julho de 2017

Politica em Paulinia : a novela sem fim

Política dos Bastidores
Por  Miguel Samuel de Araujo

No embalo da Malhação
E o tempo passa, um semestre se foi e tem quem diz que nada mudou. A política local se engrena no compasso da legalidade e dos cuidados  necessários. Os tempos são outros e tanto agentes públicos, como parceiros usam da cautela e do zelo para com os gastos, embora ainda haja quem faz vistas grossas para as coisas e   ainda  fica como quem está no aquecimento para entrar no jogo
Os dias eram assim
Só que entre os que se opõem estão os que deixaram a cidade  em estado de ingovernabilidade , o que exige uma reengenharia de todo o processo administrativo. O prefeito Dixon  Carvalho (PP) já deu mostras do seu estilo de administrar . Em todas as suas falas públicas, faz um breve relato de suas ações, diferente dos antecessores que transformavam atos do governo em palcos glamourosos. Havia até plateias preparadas para salvas de palmas que escondiam a falta de conteúdo do discurso. Nem é nossa intenção comparar com o que se foi Os  Moura ( pai e Filho ) atacavam Pavan.  Depois  atacava  os  Moura. Na entrega da nova sede do Procon, prestemos bem atenção na fala  do prefeito e dos cuidados do Cerimonial para com dinâmica do evento
Diferente dos tempos do Imperador
 Ele falou pausadamente, fez  uma espécie de prestação de contas, justificou contratos , sem ser enfadonho. Teve critica da oposição, o que é legitimo e compreensivo para quem apareceu no cenário como ator politico bem depois dos dias de puro glamour  de Moura e Pavan.
No ritmo do   pega pega
Os  vereadores Xandinho Ferraria, Marcelo D2, Zé Coco e Manuel Filhos da Fruta, estão confortados na base do Governo, transitam pelos gabinetes e encaminham reivindicações de eleitores e aliados junto aos secretários. Xandinho por exemplo se declara satisfeito na posição assumida.
 O projeto  esportivo  do professor Xandinho, idealizado e lançado por ele na preferia recebe mais atenção do governo. Na opsição, com toda a legitimidade ficam Kiko Meschiatti e Tiguila Paes  para pegar os rebotes e sem  ninguém do lado para quem passar a bola.
Ruiu o castelo de cartas do moço
Enquanto isso, o líder do SD, o empresário Maurinho Torres, vai  na própria raia na mesma  toada e meio que de farol baixo. Ele acaba ver desmantelado a intenção de se articular com o fogo na  tocha de um grupo de seis vereadores de oposição. Dormiu sonhando e acordou lamentando, há! há! há!. Não foi
falta de avisar, a máquina é um trator, vai de quem e como saber pilotar.
Vá  de retro
Quando tudo parece calmo, eis que um estranho reboliço no meio politico marca de forma surpreendente a substituição de Hercules Duarte da presidência do PRTB por Angela Duarta. Na composição da nominata da nova  provisória, estão Zaqueu de Souza e Celi Fachini, o que evidencia efeitos colaterais para o vereador Fábio Valadão e a falta de Geraldo Nasário.
Seria a Força do querer 
A presença de uma   certa gosma que borbulha sobre o leite quando ferve, é o sinal de Fumaça da tentativa de rearticulação do grupo político que usa a oposição para tirar os Pavan das cinzas .
A puxada de tapete e trairagem
João Natanael de Souza nunca escondeu as pretensões de ser candidato a prefeito e fez de Angela seu escudo. Nas eleições de 2016, Valadão venceu a queda de braço escudado em Nasário e lá foi –se a Angela já  com a reeleição garantida, para o sacrifício como candidata a vice – prefeita de José Pavan  Junior. Agora, ela e o grupo de Nata controlam a legenda e Valadão terá que montar outra estratégia para 2020.
Parece coisa de novela
 Enquanto isso, sem clima para uma convivência politica, Hercules Duarte se declara surpreso em postagens em redes sociais com a  sua  substituição na presidência da legenda sem uma satisfação. Ele recebe o apoio de amigos e integrantes do PRTB, principalmente de ex- candidatos a vereador que foram postos para escanteio por Natanael, o que levou Pavan a perder por pouca diferença para Dixon Carvalho
Um caldeirão que ferve
Há rumores de que muitas inscrições para o PAS ( Programa de Ação Social ) foram feitas no período eleitoral como moeda de troca por apoio e votos. Se for a fundo, pode dar muito pano para a manga. Basta lembrar que o ex- Governador Anthony Garotinho  do Rio de Janeiro por preso opor uma prática assim. Ele uso o cheque cidadão, programa  semelhante ao PAS em troca de votos. 
A política  Assistência
Presidentes de conselhos municipais ligados  á Promoção Social se reuniram com o secretário Genésio Pires Luiz para afinar conversas acerca das politicas públicas de Assistência. Diferente de antecessores, a atual gestão demonstrou disposta  a compreender a função dos conselhos e o papel do conselheiro, como  um voluntário da sociedade civil. São outros tempos. Também tem sido de boa vizinhança, o relacionamento com o Secretário de Governo, o Beto Cavalaro, esse parece saber o seu papel no melhor sentido da expressão que domina o cargo: Secretário de Governo. Ao contrário de antecessor que patrocinava o desgoverno com intrigas entre membros da equipe..
Previdência com providências
Se a batata não assar nas mãos deles antes de findar o período das festas típicas para as quadrilhas, mais dias ou menos dias, ex- dirigentes do Pauliprev, o Instituto  de Previdência dos Servidores Municipais terão dores de cabeça para explicar suas estratégias de aplicação e investimentos.
O porcão e seus porquinhos
 De uma das mesas do Ministério Público, um protocolado salta daqui e dali para conferir uma denúncia de falcatruas. Conselheiros , servidores , o Sindicato da categoria e o próprio presidente Zé Guimarães estão na torcida para ver tudo apurado e os responsáveis se ficar provado as suas suspeitas sejam identificados enquadrados nos  rigores da lei

 A guerra no lixo .. Um luxo !..
Garis com  suas camisas encharcadas de suor na coleta de resíduos não têm a menor idéia  dos interesses que por anos a fio dominaram o sistema que passa por uma reformulação das planilhas
Plano de cargos e outros cargos

O  Sindicato dos Servidores Municipais de Paulínia vem se  reunindo com os vários segmentos da categoria para subsidiar a construção do PCCV ( Plano de Cargos , Carreira e Vencimentos) . Nas rodas de conversas , surgem denúncias e reclamações sobre nomeações de pessoas para funções de chefia que não tem qualificação para as mesmas. A diretoria apura as denúncias para relatar tudo ao prefeito e se preciso for tomar outras providencias. Na gestão passada, muitas distorções  foram apontadas pelo Ministério Público  diversas irregularidades que  resultaram, num TAC ( Termo de Ajustamento de Conduta)  que o ex- prefeito José Pavan não cumpriu. Teve inclusive um caso de ocupante de cargo comissionado que escreveu de próprio punho que sua função era cortar capim.  A promotora pulou da cadeira ao ler a declaração, há! há! há! ..

sábado, 28 de janeiro de 2017

Prefeito assume já num ambiente judicializado

Política dos Bastidores
Por
Miguel  Samuel de Araujo

Nem tudo o que balança  cai

Conversa para homens, pode até cair,só que demora. Parece princípio da física, não é..
É politica mesmo. Tem uns malucos alardeando que o prefeito Dixon Carvalho vai cair por esses dias, é pura bobagem . Corre o risco de virar chacota quem já anuncia um novo processo eleitoral com chapa pronta e tudo, há! há! há! Só para tumultuar

Política é  papo reto
 Nós não temos como prever, sabemos que tem processos tramitando, ações ajuizadas , tudo no ritmo da disputa judicializada que Paulínia conhece muito bem.
No passo a passo
Com certeza tudo isso percorrerá por todas as instâncias, com recursos, embargos e outros remédios. O negócio vai longe. Fora disso, é papo de maluco que por falta de proposta política vive a espalhar fatos e boatos   Escrevam aí.. Podem cair no descrédito
Perfomance dos novos vereadores
Marcou ponto positivo perante a opinião publica , o movimento de um grupo de novos vereadores que visitou logradouros públicos e marca presença direto no Paço Municipal , como quem quer dar um empurrãozinho máquina, esse   bonde que mais parece uma Maria Fumaça que nem apitar que presta consegue.

Articulações Jurídicas e outras conversas

 Se a Secretaria dos Negócios Juridicos não for muito habilidosa , o pessoal da gestão continuará impedido de fazer coisas  simples, como  expedir alvará ou habite-se e quanto mais montar  e publicar um edital. Tudo travado

O tempo passa

Há  que se destacar  a boa intenção dos vereadores novatos que têm o que contar para para seus aliados, um exercício bacana. Só que esse marketing que a visibilidades lhes confre, sustenta por pouco tempo se não surgir ações efetiva.
O fato escrito
Esperto e matreiro, o ex- prefeito José Pavan Junior (PSDB) não cumpriu o Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado com o Ministério e no apagar das luzes do mandato não  conseguiu  enfiar goela abaixo o projeto feito a toque de caixa em regime de urgência na Câmara, cujo presidente era ninguém mais do que o atual vice - prefeito Sandro Caprino
Um presente de grego
Informações seguras dão conta de que o Ministério Público não ia engolir o projeto pelo qual, a gestão de Pavan pagou uma grana preta para a Fundação Getúlio Vargas. Inda bem que não foi aprovado em regime de urgência.
Compreensão do quadro
 Agora, é preciso contar ou mandar em fotografia, desenho , vídeo ou aúdio para o Jurídico do prefeito Dixon ainda encastelado que na maioria das cidades do Estado, o Ministério Público não tem aceitado nomeações de diretor sem critérios técnicos. E mais, a oposição está de olho, embora seja esse mesmo pessoal que faz oposição que promoveu a lambança. 
Estrutura viciada
O exemplo de distorção de funções, recai justo no Departamento de Imprensa e Comunicação , vinculado á secretaria de Governo que tem os cargos de Diretor de Marketing, Diretor de Imprensa, Planejamento e assessores, sendo que os departamentos funionam sem  funcionários em  cargos concursados, como jornalistas, publicitários, fotógrafos e cinegrafistas e outros.Aì, sim, justificaria um Departamento ou mesmo uma Secretaria
A FGV fez  vistas grossas e não dialogou com os servidores
 Não vamos tampar o sol com a peneira de achar que o Ministério Publico vai topar um festival de nomeações sem mexer na estrutura. ou promover a  reforma administrativa.
 "Nós", na melhor das intenções
 Estamos certos de que esses  nossos apontamentos provocam irritação e possiveis retaliações contra nós.Só  que apostamos no discurso da transparência e diálogo do prefeito, Dixon Carvalho coisa que o Pavan se esquivava de fazer.  Agora deu no que deu. A gente sabe o que escreve e justifica onde ou para quem é preciso
São  oito  semestres
Há tempo suficiente para resolver demadas herdadas , demadas espontâneas e provocadas de acordo com o projeto de governo. Um semestre passa rápido e os demais ampliam os desafios. Basta que eleitos, comissionados, efetivos e terceirizados foquem num planejanto estratégico com base na transversalidade com todos falando a linguagem da sociedade que a cada dia está mais atenta ao gastos e udo do dinheiro público.
Novo tempo:  Agora  a gente pode distribuir o JornaloCromo no prédio da Prefeitura. O ex- prefeito recolhia os jornais ou barrava na portaria  
Se  quiser, o povo ajuda
 Que a gestão saiba gerenciar o tempo a partir do uso das mais modernas práticas e tecnologias disponíveis sem menosprezar a capacidade do ser humano de buscar caiminhos que apontam para o futuro.



sábado, 24 de dezembro de 2016

FIM DE MANDATO , ficam as marcas

Kiko Meschiatti(PRB), o vereador mais votado, conta com os novos e aposta no voto de confiança de parte dos veteranos. Ouvimos nos corredores que o Dú Cazellato é ponta firme, não pede água, ele vende água há! há!Política dos  Bastidores
Miguel Samuel de Araujo
 Marcas que politicos deixam
Tuta e Pavan
No final das contas, sejam elas aprovadas ou rejeitadas, mesmo de forma camuflada sela-se o acordo entre os grupos do prefeito José Pavan Junior (PSDB) e Tuta Bosco (PPS) por comum interesse como opositores ao prefeito eleito Dixon Carvalho.
Verdade , uma só
 Assim, só confirma a tese de que o  embate  entre ambos na campanha  era só de fachada, até porque antes, bem antes mesmo do processo eleitoral, eles eram parceiros declarados em negócios de eventos. Atrapalhar os planos de Carvalho  e até provocar uma nova eleição interessa aos dois,até porque os Pavan e os Carvalho são extremecidos há muitos anos.
Estratégia errada
Numa coisa, Tuta e Pavan têm afinidades: o ego e as orientações da campanha. Um fixou tanto o discurso na sua história de que começou a  construção do seu patrimônio como sorveteiro e foi puxado pela Lei da Atração. Falou tanto por repetidas vezes que o sorvete derreteu e ele teve que segurar o Palito.. Deu nisso. Como um cara que se acha bom no carteado, por teimosia Tuta poderá tentar de novo, agora com com o apoio explicito de Mário Lacerda
Olho grande não entra na China
Já o Pavan que perdeu por pouco mais de 500 votos, inflou o ego e colocou um assessor estrategista para aliciar candisdatos da chapa adversária e deixou os seus de lado. Sem a atenção prometida esses candidatos abandonaram o barco. Bem que com um agradinho eles pderiam fazer a diferença. Aprendam  meninos!..


O que é certo, conhecemos
De nossa parte tem todo o entendimento e compreensão a sentença da juiza Marta Brandão de reprovar as contas de campanha de Carvalho no processo que segue seu trâmite pelas instâncias da Justiça Eleitoral. Se as coisas já andam meio tortas mesmo  com os rigores da lei,   o processo sob a ausência do Poder Judiciário como seria ?
Continuam em campanha, eles só fazem isso
Só chama a nossa atenção , esses palanques que nunca são desmontados enquanto a cidade está aos pedaços exatamente por incoerência de gestão e judicialização do processo político. Começa ano e sai ano. O  povo continua a sofrer com a precariedade no atendimento na saúde, no transporte e na segurança pública.
Outros poderes
Em que pese as mãos fortes do Judiciário e os olhos de lince do Ministério Público sobre as coisas, para a próxima fase, o Legislativo terá um importante papel no desempenho de suas atribuições e vai daí, a intensa movimentação de bastidores para eleger o novo futuro presidente da Câmara.
Novatos e veteranos
 Os novatos têm o dever de impor  um novo estilo para não serem engolidos pelos veteranos que se acham os conhecedores dos macetes da Casa, como se o saber das coisas do Legislativo fosse exclusividade deles.
Tem que ter propósito
 Pura bobagem, Basta ter disposição para entender  o Regimento Interno, que aliás é bastante precário, comprender a Lei Orgância e saber montar equipe.Para 2017, o orçamento da Câmara será da ordem de R$ 27 milhões.  A população nunca esteve tão atenta aos atos da Câmara como  nesse novo período depois dos ultimos acontecimentos.
Outros tempos
Vereador antigo carrega costumes antigos e faz suas articulações o jeito mais antigo que nós temos conhecimento enquanto o novo vem com olhar novo e com a disposição política de se firmar como referência politica e elevar a imagem do Legislativo
O velho e o novo
Do lado dos veteranos, há uma costura em torno de Dú Cazelatto ( PSDB), pavanista de carteirinha, ouvinte de Fábio Valadão ( PRTB) lider do atual prefeito . O grupo deve endurecer e emparedar Dixon Carvalho , enquanto do lado dos novos, Kiko Meschiatti(PRB), o  vereador  mais votado, conta com os novos e aposta no voto de confiança de parte dos veteranos.Na boca miúda, dizem que o Dú Cazellato, é ponta firme, não pede água, ele vende água, há! há! há!
Vazou a parafina
Uma outra articulação poderá surgir mesmo que seja um balão de ensaio, um balão já feito com a mecha frouxa só para  explodir  com o propósito de ganhar presença na festa da quadrilha junina que segue cantada nessa e em outras metáforas no lugar das canções natalinas que deveriam alegrar a cidade com o prenúncio de novos tempos
Formando o time
Dixon Carvalho já tem na manga os nomes das pessoas que irão compor  sua equipe a partir de janeiro.Pelo que constatamos, ele busca acomodar seus parceiros e aliados da campanha , gente que esteve com ele na jornada qe o conduziu a vitória.
Nomes na mesa
 Valdir Terrazan, Giorge Julien Burlandy ( ambos doPSDB) , gente ligada a Laercio Giampaoli(PSDC) e Eduardo Berenguel( PEN) são as cogitações mais fortes  nos meios politicos.Outros nomes ainda virão, como as cotas do deputado Ricardo Izar (PP) aqui representado por Mauro Torres, presidente do Solidariedade (SD) que também representa o deputado Paulinho da Força do mesmo partido
Seguindo a trilha
Estribados nas experiências vividas, lideranças que disputaram a vereança em 2016 sem o sucesso esperado nas urnas já colocam a pensar com vistas ao pleito de 2020 , como Marcinho Alves que saiu pelo PRP e se declara disposto a se desvincular de Mário Lacerda. Mercedes da Montreal,  que disputou pelo PTB retomou suas atividades na Auto Escola e já programou conversas com seu grupo para organizar uma série de ações na cidade.
Pedaladas sadias
Enquanto se discutem as pedaladas , uma nova modalidade de crimes administrativos , que tirou inclusive o mandato da presidente Dilma Rousseff, o empresário e nosso considerado Marcelo Gatti se declara satisfeito com o sucesso das vendas na Paulibike, sua loja na Getulio Vargas. O moço por enquanto está distante das questões politicas e investe em qualidade de vida e torce para Paulínia se acertar nas trilhas e superar obstáculos.
Tchau queridas !...
As vereadoras Angela Duarte (PRTB) e Siméia Zanon (PSDC) dão adeus especial á Câmara. A primeira foi candidata a vice- prefeita e Siméia ficou  a maior parte do tempo fora do mandato por força de uma condenação e só reverteu a situação na última instância para reaver o cargo em dezembro. Siméia ficou fora da disputa em 2016 . Agora promete se manter nas atividades politicas para disputar novamente a sua cadeira na Câmara..
Tchau queridos!..
Do lado dos homens, ficam de fora na próxima legislatura, Sandro Caprino (PRB), presidente agora eleito vice- prefeito, alem dos não reeleitos Marquinhos da Bola (DEM), Doutor João Mota (PV), Custódio Campos (PT) e Gustavo Yatecola (PTdo) que ficou fora na recontagem de votos
Pranchas na areia
Engraçado, como parte das pessoas que ocupam cargos se parecem com surfistas. No auge do exercício das funções eles desaparecem nas águas e  tiram onda com os antigos amigos a ponto de esquecê-los. Conforme o final dos mandatos se aproximam , eles vão se reaproximam da areia e voltam  para  os   velhos amigos É como oferendas que Yemanjá devolve, há! há! há!









          






quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

Aids : Paulinia tem sede para atendimento especializado

Luta contra a Aids: Paulínia entrega novo prédio para atendimento especializado
No mês em que se comemora o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, a Prefeitura de Paulínia vai entregar um novo prédio, com novas instalações, para o atendimento especializado a portadores do vírus HIV e outras DSTs (doenças sexualmente transmissíveis), e pessoas vítimas de violência sexual.
De  acordo com a Prefeitura, o novo CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento) vai abrir as portas na próxima terça-feira, dia 6 dezembro, na rua Presidente Costa e Silva, 365, no bairro Nova Paulínia, das 7h às 17h. Todo o investimento no local foi feito com recursos municipais e do governo federal, por meio do Programa Municipal de DSTs/Aids.

Até então, o CTA funcionava numa das salas da UBS (Unidade Básica de Saúde) Centro. Com o espaço restrito, era possível apenas atendimentos de aconselhamento e alguns exames rápidos. Agora, no novo prédio, avaliações mais complexas, coleta de exames e aplicação de medicações serão feitas.
“Nosso atendimento diário varia entre 20 a 30 pessoas. Agora, com essa nova estrutura, a expectativa é dobrar esse número de pessoas, tudo com muito mais conforto, agilidade, comodidade, discrição e sigilo”, disse Marta Aguirre Brant de Carvalho, coordenadora do programa municipal de DSTs/Aids.
No novo CTA, mulheres soropositivas terão atendimento ginecológico exclusivo e inédito no município, assim como mulheres pertencentes a grupos de risco, como usuárias de drogas. Um consultório foi reservado para os exames ginecológicos e os equipamentos são todos novos.
Em outro consultório haverá atendimento com o médico infectologista. O atendimento de aconselhamento ficará em um terceiro consultório. A sala de coleta de exames e de medicação funcionará junto do consultório do infectologista.
Formam a equipe do CTA a coordenadora Marta, duas enfermeiras, duas técnicas de enfermagem, uma assistente social, duas ginecologistas e um infectologista. O espaço terá ainda sala de espera e funcionários administrativos, além do pessoal de manutenção e limpeza geral.
SERVIÇOS
O CTA vai concentrar todos os serviços em DSTs e a pessoas vítimas de violência sexual. No local, será possível fazer testes rápidos, de 15 minutos, para detecção do HIV e sífilis, por exemplo, e já obter encaminhamento para início do tratamento. O exame é sigiloso e confidencial, e feito a qualquer hora.
Atualmente, em Paulínia, 365 fazem tratamento contra o vírus da Aids, sendo 128 mulheres e 237 homens. Das mulheres, seis são gestantes. Os filhos delas recebem leite em pó especial até os seis meses de idade, em razão da contaminação pelo HIV também se dar por meio da amamentação.
Para o ano que vem, a intenção da equipe é ampliar o acesso ao diagnóstico precoce, estendendo os atendimentos a todas as UBSs do município, e aumentar as campanhas de prevenção contra o HIV nas escolas, já que há registro de alta da doença entre os jovens de 15 a 24 anos em todo o país.
“Vamos também aperfeiçoar o acolhimento aos pacientes, por meio de oficinas, e capacitar auxiliares e técnicos de enfermagem quanto ao teste rápido, além de manter toda a estrutura em operação”, disse Marta. Neste ano, 65 profissionais da saúde foram treinados para fazer os testes rápidos.
_________________________________________________________

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Fim de governo : Prefeito de Paulínia num TAC de nervos

Política dos Bastidores

Miguel  Samuel de Araujo

Pavan no TAC de nervos

O clima ficou tenso no grupo do prefeito José Pavan Junior (PSDB), por causa do Termo de Ajustamento de Conduta ( TAC), assinado com o Ministério Público que estabelece entre outras exigências que o prefeito promova a Reforma Administrativa e faça aprovar ainda este ano, o Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos ( PCCV).

Debanda da bancada aliada

Só que os vereadores se posicionaram contra a urgência e agora não há tempo hábil para a tramitação em 2016. Com a posição dos vereadores, o projeto ficou para 2017 e Pavan entra para a história com essa dívida para com o servidor e provoca o Ministério Público que deu a palavra de confiança a ele.

Essa conversa ainda vai longe

A polêmica do PCCV promete se estender por conta do corte dos cargos. O futuro prefeito terá dificuldades para nomear pessoas. Não bastasse já o caos administrativo em que a cidade se encontra, a judicialização das disputas políticas promete dar o que falar por muito tempo. Políticos ligados ao atual prefeito e outros aliados já deram mostras de que não irão dar sossego ao futuro governo. É o  costume

Tudo é possível

A situação confirma a máxima de que em política não existe unidade de ação que dura para sempre, e muito menos rivalidade e divergências que não se superam, vai do jogo das conveniências e interesses que movem as pessoas .
Ver para crer: juntou a fome e a vontade

 A grosso modo, até outro dia, não seria de imaginar o PRP com Mário Lacerda e o advogado Arthur Freire , juntos com João Natanael e o advogado Marcelo Pelegrini atuando numa mesma frente contra a diplomação e posse do prefeito eleito ,Dixon Carvalho. Haja papel e tinta para os carimbos .Vão dar o que fazer ao pessoal do cartório com calhamaços de folhas, disso não tenham dúvidas.

Rigor e moralismo de araque

Chega ser bonito de ver as peças montadas com muito capricho assinadas por Arthur Freire que agora vai de dobradinha com Pelegrini para reforçar. Só a letra morta brilha aos olhos de quem desconhece os verdadeiros motivos da iniciativa e nem de nada desconfia.
Uma coisa que se parece com a outra
Investido do propósito de se perpetuar no poder, esse grupo liderado pelo articulador do Pavan aposta no caos político e administrativo criado pelo grupo que ora se une contra Dixon Carvalho ,na tentativa de promover o estado de ingovernabilidade para o novo prefeito

Tratador de sonhos

 Vende a ilusão que o prefeito José Pavan poderá continuar no cargo. Nem vamos entrar nesse mérito até porque já falamos muito sobre esse tal de terceiro mandato tão discutido, cujos processos repousam nos braços da Justiça, mais precisamente no colo daquela senhora de olhos vendados que tem o controle da balança do armazém, onde buscam os que precisam saciar os que têm fome e sede, como fazem Lacerda e Freire no mais estrito sentido da metáfora

O dever de casa
 Outra coisa, é que o prefeito eleito está consertando a contabilidade da campanha e se não estivermos sendo traídos pela nossa fonte, as contas de Carvalho podem ser aprovadas com ressalvas, enquanto Pavan e PRP insistem contra a diplomação. O prefeito que quer continuar, só usa o PRP porque se envolver o PSDB, o deputado federal Carlão Sampaio aperta as banhas dele

Jogo das hipóteses

 Ressalvas ainda cabem para nosso apontamento, até porque gente para falar asneira é o que não falta. Só que essa hipótese de Pavan continuar, até onde a gente apurou não passa de conversa para o porco dormir em paz, há! há! há!
Aposta na alternância

Sabido quem é o mentor de tudo isso, o desenho mostra claramente as intenções de manter um ambiente judicializado,  com sucessivos afastamentos do prefeito e possibilidades de outras eleições sem a menor preocupação com o povo e os destinos da cidade.

Retrato de Paulínia

Além da dívida enorme com credores, conforme o Cromo já mostrou em detalhes, tem obras importantes e medidas administrativas a serem tomadas com urgência para não travar a cidade.

Poder Legislativo

A situação é de muita agitação e acelera já as articulações para a nova mesa diretora da Câmara com muitos palpiteiros . Ouve-se pelos corredores que tem vários que pretendem cuidar do orçamento da Câmara no lugar de Sandro Caprino que será da ordem de R$ 27 milhões em 2017

São 15 nomes

 Só que nome garantido mesmo até o momento é o do presidente da Sessão Solene de posse : o vereador eleito Kiko Meschiatti, o mais votado do pleito de 2016 . Com mais de 1700 votos para o seu primeiro mandato, o empresário tem tratado o novo compromisso com serenidade e se declara consciente da missão parlamentar
.
De camarote

Enquanto a adrenalina sobe num mundo de incertezas em Paulínia, entre os que assistem atentamente o que rola na arena de touros patrocinada por Júnior Pavan , está o advogado Antonio Trefliglio, que em épocas passadas desempenhou papel importante nos bastidores do brete em Paulínia. Hoje ele comemora a aprovação das contas da Câmara de Cosmópolis e sucessos em outras demandas

  Na falta de acessibilidade, a sensibilidade e a solidariedade

 A cadeirante Andréia Croda não pode chegar perto do palco do salão de Imprensa da Prefeitura de Paulina, quando aconteceu o evento de políticas públicas para as mulheres negras por falta de acessibilidade no local. A lei deve ser cumprida e  as normas da ABNT ( Associação Brasileira de Normas Técnicas) tem que serem seguidas no prédios públicos.
 

















sábado, 8 de outubro de 2016

Resultados e cobranças politicas

Política dos Bastidores

Por Miguel Samuel de Araujo

Ainda de ressaca política
Tanto  do lado de quem ganhou como do lado de  quem perdeu, todo mundo está  desde domingo meio sumido,ou acertando as contas ou amargando as frustrações dos resultados.Pelo que percebemos, desistir da política, a maioria não vai, como informou a assessoria do candidato Tuta Bosco (PPS).
Só vê números
Ele não nos recebeu para uma entrevista , deve estar assimilando o resultado. A chapa de vereadores da coligação dele com 15 partidos teve  mais  de 10 mil votos acima  da que a votação que ele recebeu como candidato a prefeito. Mesmo fora, ele tem capital politico da ordem de 13 mil votos, o que não é pouco
Mais pé no chão
Do outro lado, o presidente do SD ( Solidariedade), partido de Palito , o vice de Tuta, o empresário Mauro Torres, já tem o dever de casa  definido. Informa  que irá restruturar suas bases para as próximas eleições e já pensa no processo de 2018. O SD não  terá representante na Câmara.
Transparência e dedicação
Já ciente do quadro que o espera, o prefeito  eleito Dixon Carvalho (PP) reafirma o discurso de campanha em entrevista coletiva dada em seu escritório na manhã de quinta- feira, dia 6.
Seu estilo, um novo modelo
 Vai auditar contratos , enxugar a estrutura administrativa e investir em tecnologia da comunicação  para recuperar a inércia que será deixada pelo atual prefeito que insistiu no velho modelo na base de velhas pastinhas caindo os pedaços na saúde e clientelismo na política de assistência,  proposta de reprodução e perpetuação da pobreza, como tem sido o modo Pavan de governar.
Cidadania na Assistência
È preciso uma politica mais focada na valorização da pessoa, que seja capaz de elevar o nível cultural e da consciência dela, que ela busque na Assistência aquilo que precisa e não fique presa ao voto de cabresto, como se estivesse sendo contemplada pela caridade do governo,  como comprovamos.
Lição amarga
 Talvez seja esse o fator que impôs a derrota nas urnas á José Pavan Junior por menos de 500 votos. Prometeu cesta básica e não levou. O eleitor deu o troco. Ele usou sua única e poderosa arma: o voto. Era sabido que o uso do Programa de Ação Social ( PAS) , como moeda de troca poderia dar nisso. há! há! há!
Visão de governo
Na  coletiva, Dixon Carvalho já se  mostrou avançado em relação ao que aí está,- ao anunciar a criação de uma estrutura que pode ser um departamento para cuidar de politicas públicas para as pessoas com deficiência ( PCD). Mais de 12 mil pessoas integram o segmento na cidade, segundo dados do IBGE e o atendimento eficaz das demandas se dá na transversalidade, ou seja na ação conjunta  de várias secretarias, como  saúde, educação, obras, segurança e assistência social
Câmara renovada
Além de dois deles,Sandro Caprino ( PRB) , vice- prefeito e Angela Duarte  PRTB) ,- candidata na chapa de Pavan, não se reelegeram os vereadores  Flávio Xavier (PSDC), Marquinhos da Bola ( Dem) , Custódio Campos ( PT) e Dr João Mota (PV) . Na próxima legislatura, caras e idéias novas prometem fazer um  Poder Legislativo que vai mexer com a cidade.
Articulações de rotina
Como sempre acontece, entre os  vereadores veteranos e novatos já se fala na nova composição da futura mesa diretora da Casa. O vereador  mais votado que irá presidir a sessão de posse, Kiko Meschiatti (PRB) se prepara  para fazer bonito o dia 1o  de janeiro e já ficar direto na presidência. Só que isso depende de articulações com os colegas da Casa e o grupo político do prefeito, do qual ele faz parte.
Imagem simbólica
Em política, a gente vê coisas hilárias. Imaginem um cearense carregando um peixe nas costa, foi o que aconteceu desta vez com o PTB de Francisco Bonavita e o PSB de Marquinhos da Fiorela, o Peixe.
Brincadeiras e verdades
Na coligação PTB, PSB, Rede e PPL, o PTB teve 2.976  votos e não elegeu ninguém. O PSB  com 1790 votos , reelegeu Marquinhos da Fiorella. O Rede teve 52 votos e o PPL 52. Esportista, o presidente do PTB, Francisco Bonavita brinca que desta vez, ele carregou um peixe pesado nas costa
Os que movem a máquina
O  prefeito Dixon Carvalho promete que o servidor municipal terá da parte dele o devido respeito e tratamento digno, independente da posição politica assumida desde que cumpra com suas funções. Ele se declarou  contra o terrorismo feito contra trabalhadores  que mesmo sendo competentes foram levados a humilhações por parte de comissionados do prefeito por causa da opção politica.
Cada um no seu quadrado
 Assim não será novidade, gente que hoje tem cargos de mando no governo Pavan, ser visto em funções de subordinados nas funções para as quais foram contratados a partir de janeiro.
Sem terrorismo
 Dixon tranquiliza os servidores.  A prefeitura precisa de gente para trabalhar para a cidade e todos têm merecem respeito dos administradores.O prefeito  declarou na entrevista ser contra  mandar servidor para o calabouço por conta de opção politica como é o costume
Dever cumprido
 Logo gente formosa, como Hercules Duarte e Michele Aranha entre outros comissionados  que gozam de perfeita saúde no exercício de cargos  comissionados devem se ajeitar em funções que deixaram há tempos. É  a dignidade das pessoas que vigora enquanto o tempo passa.
Sobre o áudio
Por sua vez, o Sindicato dos Servidores afastou de suas funções sindicais, o secretário geral, Rogério Douglas Pedro de Souza , o Roger Dance-, até que seja esclarecida a polêmica acerca de uma gravação em que insinua que o debate entre candidatos a prefeito tenha acontecido com o propósito de favorecer  um dos candidatos.
Política Sindical e politicas públicas
 Roger estava liberado de suas funções como servidor para se dedicar ao Sindicato pelo prefeito José Pavan Júnior. Pavan  não foi ao debate
Justificativa no estatuto
 A presidente Cláudia Pompeu lamenta a postura de Roger que publicou em seu perfil no face, informações comprometem a imagem da instituição sindical. Conforme ela, o debate foi aberto a todos os candidatos com o objetivo para destacar pontos da carta compromisso que os candidatos receberam. A proposta do debate e da Carta Compromisso passou por discussão em assembléia de servidores, segundo Pompeu.  



domingo, 2 de outubro de 2016

No dia D, muita tensão

Política dos Bastidores
Por
Miguel Samuel de Araujo

Juntos, porém separados

Edson Moura, José Pavan Junior e Dixon Carvalho têm afinidades históricas no processo político e tudo leva crer que eles tentam  a alternância no comando da cidade, até que uma alternativa quebre a hegemonia politica entre eles.

Laços e continuidade

 Embora, para muitos tenha sido surpresa, a inclinação de Moura para a candidatura de Dixon Carvalho não espanta quem conhece a história das famílias. Hoje Pavan dá continuidade em grandes contratos firmados pelo antecessor,tenta um terceiro mandato e ainda reclama das dívidas herdadas.

Nem de síndico

Na  ansiedade para conquistar o eleitor e convencê-lo de seus propósitos, o prefeito e candidato ao mesmo cargo, José Pavan Junior (PSDB) disse na entrevista veiculada em rede social pelo Correio Paulinense  que cansou de ser o sindico que conserta a cidade. Na verdade, ele apenas retocou  a fotografia com reformas de escolas, porque o Parque das Flores, o Parque Ecológico e o Mini- Pantanal continuam em estado de abandono total

Que coisa!..

O  consultor político do Pavan, João Natanael de Souza ,dá um esculacho em Dixon Carvalho pelo face, expondo a pessoa dele e o CNPJ por conta de um material impresso, como se o Pavan fosse o muito certinho, há! há! há!.. O pessoal dele acertou com o jornal Todo Dia que vende em banca para jogar a edição de sábado , dia 23 nas casas, or causa da pesquisa publicada. Ou vão dizer que o Zanaga, dono do Todo dia agiu por gostar muito do prefeito..

Um embate de grandeza

Está interessante de acompanhar os posicionamentos da promotora da Justiça Eleitoral, Thais  Vieira Smânio e as decisões do Juiz da mesma vara , Carlos Ricardo Mendes. Ela se empenha para sustentar a negativa do registro de Pavan como candidato e aí, vem o juiz e desconstrói tudo. Tudo leva crer que essa polêmica chegará em Brasília., caso o povo não liquide a pendenga nas urnas.

Mesma conversinha 


Na entrevista veiculada pelo face, Junior Pavan, repete a cantilena de que passou o tempo todo consertando a cidade, que aumentou o numero de bolsas de estudos e aprimorou o Programa de Ação Social ( PAS). Mas não explica porque não agilizou a situação para pagar o pessoa demitido pelo Centro de Ação Comuitária ( Caco) e a Associação para a Infância e Juventude ( AIJ)

Boca de urna

As surpresas do novo modelo de eleições estão por vir. Além de  ~ ser permitido investimento só de pessoa física devidamente declarado e o tempo de campanha ser limitado, o rigor da fiscalização nas vésperas e o dia do pleito, promete inibir práticas antes tidas como de rotina na relação entre candidaturas e eleitores.

Perspectivas em risco

Tem candidato a vereador que conta com a eleição garantida e se esquece que ele será ele de acordo com a soma de votos de todos. Aí, tem espertos que poderão ficar fora mesmo com numero expressivo de votos porque a chapa pderá não alcançr o coeficiente eleitoral..

A  força dos pequenos

O  raciocínio do candidato que foi desprezado e sabe que vai ter poucos votos é na linha da vingança política. Ele sabe que sendo trampolim para o colega de chapa mascarado se eleger, nem recebido no possível futuro gabinte ele será. Então , ele encosta o corpo, reunúncia da candidatura e acaba com a máscara.

Cheio de pernas

Habilitoso no jogo e com experiência na cartolagem do futebol, um candidato tenta se reeleger , como o mais votados em os 15 que assumirão em 1o de janeiro e já não esconde  a pretensão de ser o futuro presidente da Casa. Só que ele não combinou isso com outros candidatos dos quais , sua pretensão depende, há! há! há!..  
Bola  cheia
Pelo apoio arregimentado, entre ele o do prefeito José Pavan, da candidata a vice, Angela Duarte entre outros  , o candidato  tem o dever de ser o mais votado da história. Do contrário, ele vai terá dificuldades no  segundo mandato já garantido.Tudo isso, por causa da pose que vem ostentando  perante os concorrentes durante a campanha. 
Gente de épca
Felizmente, umas  figurinhas carimbadas que em épocas passadas fizeram sucesso com escutas , gravações  e filmagens ainda não se manifestaram. O tempo e o avanço das tecnologias da comunicação se encarregam de cuidar desse tipo de gente. Já vimos prisões , extorsões e  perdas de mandatos com esse tipo de prática.Paulínia tem mestres nesse negócio