sexta-feira, 15 de abril de 2016

Prefeito de Paulinia perde o PSB e refugia em ninho tucano

A Política dos Bastidores
Por Miguel Samuel de Araujo

Sem fé e sem obras
   Numa  sinuca de bico, está o prefeito José Pavan Junior (PSDB)  nessa reta final de mandato. Sem cumprir o prometido e com aceitação popular duvidosa, por conta dos desgastes que em função do  desempenho de parte de sua equipe, ele deixa  péssimas lembranças.
O pessoal do PSB
Ficaram meio que sem rumo aquelas pessoas que se filiaram ao partido,  com as bençãos do prefeito  que não os avisou  que  trocaria o PSB de Jonas  Donizetti  pelo PSDB de Carlos Sampaio, deputado com quem seu grupo digladiou para tirar Dixon Carvalho do ninho tucano , que agora está no PP como pré- candidato
Carreira solo
No embaralhar das cartas, talvez só Marquinhos da Fiorela, o Peixe, poderá enfrentar a maré pela experiência acumulada em três mandatos, enquanto os demais terão que se virar para se acomodarem da nova situação.
Articulações : estratégia e táticas
Agora que  as definições partidárias e as lideranças estão concluídas, de acordo com umas fontes nossas, um novo quadro poderá se desenhar nos próximos dias, o que irá mexer com a cabeça de muita gente. A pedido,  vamos acompanhar sem alarde  e divulgar amplamente
Modelo Pavan de Moradia
Não bastasse a localização das casas anunciadas na boca do aterro sanitário, agora o prefeito de Paulínia insiste num loteamento bem do ladinho da pedreira da Galvani. A vereadora Ângela Duarte (PRTB) , líder do prefeito disse que há diminuição da zona de amortecimento de 250 para 50 metros da lavra  para dar oportunidade de moradia.. Muiamiga, a vereadora !.. há! há! há !.. As explosões de fazer tremer o chão, vai embalar o sono das criancinhas e tirar velhinhos mais cedo da cama.   Fábio Valadão, do mesmo partido,com sua verborragia ameaça um colega de processá-lo pelo tom das palavras, ao criticar o projeto de Pavan, encurtando a distância entre a pedreira e o loteamento.
Homens do jogo
Ainda não tem como avaliar o beneficio para a cidade, mas no processo de 2016, pelo menos meia dúzia de deputados federais  participam diretamente das articulações . Eles são ligados aos partidos que estão disputando. Tomara que agora, a cidade seja mais conectada  com o Palácio do Planalto..
Cinco mandatos
A crítica contundente e ataques ao vereador Marquinhos da Bola , descreve bem o dito popular  que  diz: “ Quem desdenha quer comprar”.. Com seu modo tranquilo de agir, o rapaz está no quinto mandato, faz sua parte , nem liga para ataques e avaliações rastaquera de que já nem vem levando a sério nem mesmo pela turma do kit-5, principalmente depois da roubada de perder o PSB  com vários pré- candidatos
Sinais dos tempos
Teve eleitor nosso que desconheceu aquele gordinho de cabeça branca  da capa do Cromo da edição passada, na matéria do Hotel Vitória. Gotas de orvalho adornando uma cabeça de repolho, revela um tempo promissor de muita prosperidade, grana aos pacotes , muita gente por perto, entre eles bajuladores, policiais, oficiais de justiças e outros observadores.
 Em tempo, a aparição dele no Bar Maria Azeitona promete atrair pessoas para o local com as mais variadas intenções. Seria a antecipação da vinda do Papai Noel moderno, o gordinho da cabeça branca?
A força dos servidores
Enquanto olham para a lua e para seus próprios umbigos, os trabalhadores do serviço público municipal observam tudo sem chance de participação em propostas administrativas, nem mesmo naquelas que diz respeito aos interesses da categoria. O pessoal de Pavan não acredita na influência do servidor em processos eleitorais.
Retrato do governo
Aldo Lima Guimarães, senhor de 80 anos e militante social se declara desapontado com o estado em que se encontra a Biblioteca Virtual. Prédio abandonado e entregue a usuários de droga . No local parece funcionar uma boca ou um ponto de encontro de usuários de crack.
Deu na mídia da região
Um menino de 3 anos morador de Paulínia (SP) morreu nesta terça-feira (12) por suspeita de gripe H1N1. A criança estava internada em um hospital de Campinas (SP) e sofria de problemas respiratórios, de acordo com a Prefeitura de Paulínia.
Ele teve a Síndrome Respiratória Aguda Grave,  que pode ser causada por complicações de qualquer tipo de gripe - e o Instituto Adolfo Lutz investiga se a causa pode ter sido o vírus H1N1.
Repercussão política
A líder do governo, Ângela Duarte e o secretário da Saúde, Ricardo Carajeleascov, até um dia desses juravam que na cidade não tinha nenhum caso da doença. Em nota a prefeitura informa que irá cuidar de vacinar o público alvo. De seu lado, Gustavo Yatecola, pede urgência da prefeitura e Sandro Caprino faz requerimento para que sejam atendidos os servidores. Independente de estarmos em ano eleitoral, todas as pessoas devem ser cuidadas sempre
De novo, as ambulâncias
O trabalhador José Carlos da Silva, conhecido como Zé dos Búzios, reclama que as ambulâncias demoram muito quando chamadas mesmo em casos graves. Ele precisou para buscá-lo no João Aranha e demorou quase duas horas e por pouco  a situação não se agravou..

Consultor incomodado
O presidente do PPS, Tuta Bosco, observa o incômodo que ele causa ao consultor político do grupo Pavan, João Natanael,  que agora insiste em relacioná-lo ao ex- prefeito Edson Moura, sendo que foi o próprio Natanael que surgiu na política pelas mãos de Moura. Em seu perfil no face, Tuta destacou que segue seu projeto sem tempo para esse tipo de ataques, e lamenta o jogo rasteiro ao invés de discutir a cidade
Imagem do resultado
Aos poucos, pirâmide de entulhos mostrada pela edição passada do Cromo, diminuiu.  Sinal de que estamos contribuindo para alertar autoridades. Nosso papel.










quarta-feira, 13 de abril de 2016

Discurso politico lembra ditos populares..

A Política dos Bastidores
Por
Miguel Samuel de Araujo
O adágio popular
Provérbios e ditos do povo podem muito bem serem aplicados na Política, para compreender situações nas quais as pessoas se metem, sem pensar nas consequências e depois reclamam. E ai, sempre acham os culpados, e geralmente o peso recai sobre os ombros de quem cuida de dar noticias, como é o nosso caso, aqui em Paulínia.
O dito pelo não dito
Aqui, o “ Não dito, é o filho do Benedito que quer ser prefeito só  porque  Benedito Carvalho, o Dr. Benedito, marcou uma época da velha Paulínia.
O nosso folclore
 Quando deixou a cidade em 1988, no final do mandato, a frase dele que marcou foi: “ Em política, o meu carro não tem marcha ré, há! há! há!..Ao vê-lo transitando pelos meios políticos de Paulínia na quarta tentativa de eleger o filho, um leitor brincalhão  observa: “O Doutor Benedito confirma que terra é redonda, há! há! há!..
Deixou o ninho
  Depois de deixar o PSDB, Dixon agora parece ter firmado sua candidatura pelo PP, como ungido pelo deputado federal Ricardo Izar, abençoado pelo padrinho tucano Carlos Sampaio
Então ficou bem assim
Dentro da linha dos ditos populares, afirma-se que: “ Quem não pode com a mandinga não carregue patuá”. Isso porque o duelo entre os grupos liderados por Dixon Carvalho e André Zanovelo se engalfinharam dentro do PSDB, ambiente que deixou, tucano baqueado , pavão  depenado e avestruz machucado.  No fim das contas prevaleceu o ditado: “Quem não aguenta o carteado , que não desça para o play”.
 Vidro que não solda
Eles até vivem perto se alguém encostar um no outro, como é o caso de uma possível aliança PP e SD. Embora Adilson Palito, pré candidato a prefeito pelo SD negue que poderá sair como vice de Dixon, andando com ele a tira colo pra baixo e pra cima.
A  evidência reside nas boas relações entre Ricardo Izar e o presidente do SD/Paulínia, Mauro Torres. Ainda pode entornar o caldo,não vos assusteis se por acaso  verem Sandro Caprino do PRB empareado com Dixon Carvalho pelas ruas e o conduzindo para um templo da Igreja Universal do Reino de Deus.
Causa justa
 Isso porque Izar está de conversas fortes com o deputado federal Celso Russomano, candidato do PRB em São Paulo. Logo a aliança poderá se estender até Paulínia.

Pelas ondas da radio peão
Tudo pode não passar de especulação para desconstruir o approach entre Sandro, e o articulador político João Natanael para ser o candidato a prefeito pela máquina que praticamente está sem opção. Embora em campanhas passadas, tenha resistido fazer campanha para Carvalho, no meio evangélico, alegando que ele estaria contra os princípios da Igreja Universal, Sandrinho foi empregado numa das boates de Dixon nos anos 80.

Homens de juízo
Depois que pegou a idade, Sandrinho se converteu , passou a trilhar pelas veredas da Igreja e abandonou a vida profana.  Dixon também se converteu e constituiu família. A vida tem uma dinâmica que como dissemos junta cacos de vidro quebrado. Só que não cola.
Vitória de Pirro
Embora possa não parecer, denuncia contra a reunião de Natanael um hotel da cidade para aliciar futuros pré- candidatos a vereador para o grupo da máquina do governo mostra já o prenúncio da derrota , embora o local seja o Hotel Vitória. Como um cara averiguado pela polícia e Ministério Público, Natanael está sob suspeição, o que afugenta pessoas dele.
Notícia é nosso trabalho
Tudo aconteceu porque Gerson de Souza, irmão dele ,deu na cara que conduzia pessoas para o Hotel e Anderson Henrique, que se declara líder da juventude, postou  no perfil do face, três  fotos dele no Bar Maria Azeitona junto com Natanael e a secretária da Promoção Social ,Mara Ferrari, está tudo no depoimento prestado na delegacia pelo autor da denúncia.
Todos podem saber
 São documentos públicos e as notícias circulam, assim como falam de um inquérito sobre apropriação indébita contra uma personalidade política. Com essas e outras, imagine como será o clima no Fórum e delegacia..

Seis por meia dúzia
Pouca gente entendeu os motivos que levaram Francisco Gabriel Neto, o Bie, tido como fiel escudeiro do pré candidato, Mario Lacerda (PRP) optar pela proposta de Sanzio Rodrigues (PMDB). Junto com ele também deixam o grupo de Lacerda, Arthur Freire, Edgar de Morais e Grimaldo José dos Reis.
 Desenho retocado
A oficialização da pré- candidatura de Sanzio pelo PMDB e o posicionamento das pessoas que o prestigiaram no ato da filiação, o  tom da tinta de Mário Lacerda como representante do grupo de Edson Moura, fica meio que  desbotado. Com isso, os alardes sobre o flerte do grupo do PRP com o grupo da máquina ganha força no meio político.
O difícil consenso
 Praticamente, o grupo do prefeito Pavan, está sem um nome certo para candidato e o articulador principal desse grupo já foi visto em cafezinhos com Mário Lacerda. Nada a estranhar. A rigor, Lacerda é um espécie de menino rebelde de Junior Pavan, com quem começou em 1996 e virou vereador, declarando apoio ao prefeito Dude Vedovello na reta final da campanha. E em 2.000 se reelegeu pela chapa de Pavan que perdeu para Edson Moura. Muito discretamente, hoje ele e Natanael andam de flerte, tal qual um pombo que corteja a pomba.
Contando garrafas
Uma vez definidas as filiações, os grupos agora montam suas artilharias, cada qual com o que tem  e neste momento entram em campo os vendedores de dossiês. Se comparado com o futebol, eles são como aqueles caras que cuidam da demarcação do gramado, momentos antes do jogo..
Mostram a cara
Na verdade, são pessoas que vivem do jogo sujo, só aparecem nas vésperas de campanha dizendo que tem informações contra esse e contra aquele. Proposta de melhorias da cidade, nada.
Diferente no jeito, semelhante nos atos
Se comparar direito, os modos de Pavan e Moura não se diferencia e a cidade continua na mesma há muitos anos. Um segue o projeto do outro..







terça-feira, 8 de março de 2016

PRESENTE DA JUNTA GOVERNATIVA PODE CAIR EM ASSEMBÈIA

Assembléia decide pela impugnação da chapa do professor André Silva, o Tchaca
Em asssembléia convocada para a quarta – feira , dia 9, ás 19 horas na Sede do Sindicato, os servidores públicos municipais decidem pelo pedido de impugnação da Chapa 3, encabeçada pelo professor André Silva, acusado de uso indevido da máquina Sindical em benefício de seu grupo. Tchaca é presidente da Junta Governativa eleita em assembleia no final do ano passado para gerir a estrutura administrativa do Sindicato e ajudar o interventor nomeado pela Justiça para encaminhar as eleições. O grupo liderado por Tchaca rompeu com lideranças aliadas , como Luiz Angelo de Freitas , chapa 2, Idu Albino, ex candidato a presidente de quem Tchaca foi coordenador. Entre os servidores , ele ganhou o apelido de Tchaca Raxa pela façanha de desagregar os servidores ao invés de cuidar do processo das eleições. Fazem parte da chapa 3- um numero suficiente de servidores que uma vez afastado dá a chapa como impugnada. O tesoureiro da JUNTA, o ex- corregedor da Guarda, Emeric , mesmo sendo indicado por Eudinei Cabral, ajudou alardear insinuações contra a diretoria de Cabral e nada provou em Assembleia, não organizou auditoria e fez politica contra outras lideranças. O pessoal das Chapas 1, e 2 ( autora de denúncia) com certeza votarão pela impugnação
A denúncia de irregularidade parte do candidato a presidente pela chapa 2.

Luiz Angelo entende que o lider da chapa 3, o Tchaca usou a influência do cargo para fazer politica em seu benefício

ElEIÇÃO SINDICAL DE PAULÌNIA : mesmo sob intervenção, presidente da JUNTA GOVERNATIVA TUMULTUA

Eleição Sindical
Resumo dos fatos


Cumpre  -nos    esclarecer o que acontece em relação a briga de bastidores e dos processos que a Chapa 2 e a Chapa 3 estão causando nas eleições sindicais de 2016. Ocasionando assim um enorme transtorno ao servidor público.

Pedimos que leiam com atenção e busquem refletir com inteligência e cautela para poderem entender o cenário todo. Na próxima edição, o Jornal o CROMO em sua edição impressa  e na Coluna Política dos Bastidores  iremos retomar o assunto com os desfechos da Assembéia

Como ocorreu a Impugnação e o desenrolar dos fatos:
1 - Da Eleição da Junta Governativa e o ACORDO
Quando venceu o prazo de governo da antiga diretoria comandada pelo ex-presidente Eudinei Cabral e como rege o estatuto do sindicato, foi convocado uma Assembléia para nomear a Junta Governativa que iria administrar a entidade pelos próximos 120 dias.

Dentre as atribuições colocadas, uma delas seria de que a Junta Governativa ajudaria o Interventor a dar andamento nas eleições. A então Chapa 3 - Opção Certa que participou das eleições de 2015 onde o presidente da Chapa era o Idu Ribeiro e tendo como coordenador de campanha o André da Silva e como advogado o Dr. Roberto combinaram entre eles de elegerem uma junta formada por apoiadores da Chapa 3 - Opção Certa, deixando claro que essas pessoas não poderiam participar do processo eleitoral que se daria pelo interventor no ano de 2016.

A assembléia no qual seria escolhida essa Junta Governativa não foi amplamente divulgada para os servidores. Pois, não era de interesse dos representantes da antiga Chapa 3 do Idu Ribeiro, nem da antiga Administração do Cabral e nem dos apoiadores, dentre eles o André Silva.

Um grupo formado por apoiadores e integrantes da antiga "Chapa 3 - Opção Certa" acordou com o ex-presidente do sindicato Sr. Eudinei Cabral a votação por bloco durante a assembléia. Porque estavam com um bloco pré-montado e com posições marcadas.

Segundo o estatuto a votação deveria ser por “respectivos cargos”, ou seja, individualmente. Porém a "Chapa 3 - Opção Certa", organizados com informações privilegiadas e em maioria. Com a estratégia já montada, abriu para deliberação a votação por bloco que foi prontamente acatada pelo então Eudinei Cabral  e dessa forma saíram vencedores.

Devido a manipulação e articulação de como se montou todo esse cenário, existia apenas um bloco. Justamente o que a antiga "Chapa 3 - Opção Certa" levou. Sendo assim os vencedores, tendo como presidente da Junta Governativa o André da Silva, e o Emerik como tesoureiro.

Para reflexão:
Qual era a intenção de se ter um grupo de apoiadores na direção do Sindicato?
Por que  mudar as regras estatutárias de “respectivos cargos” para votação “por bloco”?
Por que não alertar os servidores fazendo ampla divulgação da Assembléia?

2 - Do desenrolar dos fatos:
Estratégia perfeita montada de comum acordo entre advogado, Chapa 3, apoiadores e antigo sindicato se não fosse o “mudar” de ideia do então presidente da Junta Governativa André da Silva em não cumprir com o plano, pois agora em posse do cargo majoritário da instituição, resolveu  montar sua própria chapa deixando de lado o acordo com o grupo. Tratou seus companheiros de luta como meros instrumentos para chegar onde queria.

Alguns dias antes de sair o Edital das inscrições para novas eleições do Sindicato ocorreram então um RACHA. O que acabou dividindo em três grupos a antiga "Chapa 3 - Opção Certa" do então encabeçador "Idu Ribeiro".

Ficou dividido assim então:
O grupo do Idu (antiga Chapa 3 - Opção Certa)
O grupo do André da Silva (atual presidente da Junta Governativa)
O grupo do Luiz Ângelo (Luizinho).

Dessa confusão e traição toda surgiram as Chapas:
Chapa 2 - Vem para Luta - Presidente Luiz Ângelo
Chapa 3 - Todos Juntos Somos Fortes - Presidente André da Silva
Chapa 4 - Opção Certa - Presidente Idu Ribeiro (Que não conseguiu se inscrever na atual eleição.)

Ou seja, todos dissidentes do mesmo grupo que se articularam para pegar a direção do Sindicato em acordo com a antiga administração de Cabral.

Para reflexão:
O que André da Silva pretendia ao dizer que não encabeçaria nenhuma chapa para conseguir apoio do grupo para se eleger presidente da junta?
Quais pessoas se sentiram prejudicadas com a manobra?
Qual o compromisso de transparência e democracia com os servidores?

3 - Posicionamento da "Chapa 1 - União e Luta" sobre os fatos e sobre a impugnação.
Dado o posicionamento do interventor de que recomeçaria um novo processo eleitoral. Começamos o trabalho de compor um grupo tendo como principal embasamento para nossa constituição os ideais de lutas para categoria sem conchavos políticos e com transparência. Começou aí a formação da Chapa 1.

Nossa intenção em relação ao novo processo era que o mesmo ocorresse de forma tranquila sem causar tumulto jurídico, devido ao degaste do processo da eleição anterior de 2015 e em respeito aos servidores que são associados a instituição e  a toda categoria de maneira geral que anda desacreditada da instituição.

Estivemos presente na assembléia de eleição da Junta Governativa e alertamos sobre o fato de  que no estatuto não prevê a votação por bloco, mas como já foi dito logo acima, os conchavos já estavam armados para ter uma eleição manipulada

Discordamos totalmente do posicionamento adotado pelo presidente da junta André da Silva, atual encabeçador da "Chapa 3 - Todos Juntos Somos Fortes" porque:


  • O mesmo não honrou o compromisso feito com seus companheiros, tendo uma postura anti-ética e moralmente questionável;
  • Utilizou-se da posição de presidente provisório da entidade para se auto promover, tanto que um dos slogans utilizado é “estamos fazendo”;
  • Questões sobre a situação financeira da entidade não foram levadas ao conhecimento de todos os servidores! Por quê?
  • Colocou uma cortina de fumaça na entidade e não mostra a real verdade do que esta acontecendo no sindicato.
  • Não instaurou nenhuma auditoria nas contas do sindicato para averiguar possíveis irregularidades.
  • Ele e seu grupo têm trazido à discórdia e luta pelo poder, que se iniciou na antiga Chapa 3 - Opção Certa, para dentro das eleições sindicais. Não tendo o menor respeito pelo funcionalismo público.


Porém a situação da Chapa 2, também é questionável uma vez que a mesma se beneficiaria do fatídico acordo. E somente hoje apresenta a denúncia porque agora se vê prejudicada e traída pelo André da Silva.


sábado, 27 de fevereiro de 2016

Tucano complica projeto politico do grupo do governo

A Política dos Bastidores
Por
Miguel Samuel de Araujo
Que  coisa !..
Com a velocidade que as coisas da politica acontecem nos tempos modernos, em seus filmes no cinema  mudo, Chaplim não teria tempo sequer de organizar o gesto para representar um acontecido, outro já estaria na frente, um outro  já viria em seguida e assim sucessivamente
Reengenharia dos sonhos
Basta ver aqui em Paulínia onde já estava dado como certo que Dixon Carvalho seria espirrado do PSDB para alimentar o fio condutor do sonho de João Natanael de Souza que já tinha até então o desenho do seu projeto que ia para a prática. O vereador Tiguila ia para o pits top e no lugar dele assumiria Gerson de Souza com toda a velocidade, mesmo que para isso uma eficiente equipe fosse exigida.
Bobeira do piloto
Mal acelerou, a máquina derrapou, derrapou e bateu. Dixon ganhou força  no Diretório Nacional , surpreendeu a Estadual e diretório municipal que era o seu estorvo foi destituído.


















Avestruz bica o Pavão e tucano sorri
Se for ver bem, o empresário Valmir Brustolin se juntou com Dixon Carvalho e deu o troco em João  Natanael que roubou a azeitona dele que estava com tudo acertado para ser o vice de Pavan em 2012
Mudo o quadro
Uma vez mantido o cenário desenhado, a estratégia traçada pelo grupo do prefeito José Pavan Júnior de controlar politicamente o PSDB  foi para a caixa para o triturador de papel.Com isso, a idéia de lançar a candidatura do vereador Fábio Valadão ou o vereador Edilsinho também foi para o vinagre.
O recurso e a recuada
Embora , gente do PSDB local garanta que a deputada estadual e os Macris ( Vanderlei , deputado federal e Cauê , deputado estadual) se articulem  contra a manobra da Nacional que não tratou com  a Estadual,  o pessoal de Carlos Sampaio diz que tem um trunfo para manter a destituição da direção municipal. Nossa fonte informa que a decisão será apreciada até a próxima semana.  Gente do Municipal que apoiou a intervenção estaria recuando por compreender só agora a manobra   da Nacional que não pode intervir no municipal passando em cima da Estadual

Situação complicada
Não bastasse esse clima, a história da punição ao vereador Tiguila  Paes imposta pelo PRTB azedou ainda mais o pé do frango e arruinou a sopa dos Pavan. O partido afastou o vereador  que agora faz barulho na base governista. O vereador é acusado de infringir normas partidárias
Ilusionismo politico
Enquanto a máquina remoe o sabor da crise interna que atinge integrantes da gestão  e parte do , tem quem aposta no clima tenso como o futuro candidato a prefeito da máquina.  Sandro Caprino, presidente da Câmara acha que será o ungido de Pavan com a benção de João Natanael. Era o que faltava, imagine vocês, ninguém mais do que Wislaldo Souza, Gerson de Souza, Marcelo Souza, Gisele Bassi e Bika  Garcez , apoiando o Sandro para prefeito ?
Em pique de campanha
Continua sandrinho com suas viagens. O jornal do PRB, seu partido virou um panfleto particular dele, que vive a postar provérbios da Bíblia e bancar excursão para o knoplex  do Shpping para uma galera assistir o filme os “ Dez Mandamentos,” história de Moisés  com direito a falatório e tudo
Cerca pastor
Mais recentemente chegou até nós a informação de que o moço vem jogando pesado contra os pastores evangélicos para que esses convençam os fiéis a votarem nele. O fato concreto se deu numa igreja do Ministério Madureira. Oque podemos  assegurar é que cristão tem discernimento e sabe separar uma coisa  da outra..Que o pastor Cosme , lideres  dos pastores saiba orientar os irmãos para que o púlpito onde a palavra sagrada é pregada não vire  palanque para o Sandro   e outros mercadores da ilusão em nome da fé

Servidor Municipal :   Chapa  Quente

Três chapas disputam a direção do Sindicato dos Servidores Municipal. A Chapa 1,encabeçada por Claudia Pompeu, a Chapa 2, encabeçada por Luiz Ângelo e a Chapa 3, encabeçada pelo professor André  Silva , presidente da Junta Governativa que rachou , o que fez o reforçar o apelido do encabeçado como Tchaca Racha. No gruo da Junta havia três presidenciáves: Idu Albino que não registrou chapa por não reunir o numero suficiente para inscrever,  Luiz Angelo e o Tchaca Racha. Um possível quarto presidenciável era Eudinei Cabral  que saiu do processo.  De modos  que o servidor saiba escolher bem dessa vez, procurando saber quem é quem..

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Salve o Lixo: Cidade que se pode ver

A política dos Bastidores
Por  Miguel Samuel de Araujo

Salve o lixo ocidental  !..
E  não é que Paulínia conseguiu apresentar o Plano Municipal de Resíduos Sólidos , no dia 1º   de dezembro do ano passado. A medida atende a uma Lei Federal que obriga as prefeituras a terem o plano  até   2014 , o que não ocorreu . Agora vamos ver como será executado de acordo com as metas. Pelo que observamos na apresentação, a cidade está muito atrasada na questão. Questões levantadas pelo público na audiência ficaram se respostas.
Demanda espontânea
Enquanto isso, a Prefeito por meio de seu líder na Câmara, vereador Fábio Valadão, se vangloria  das suas ações neste período de um ano que comemora dia 6 de fevereiro de Governo que se pode ver. Segundo ele, neste período aconteceram dois fatos: o tempo todo resolvendo pendengas do antecessor  e o silencia da oposição que só agora se manifesta. O vereador pergunta onde estavam nesse período  e  faz um  relato das ações do Pavan, tudo coisas pequenas , tipo dever de casa, como dar continuidade á reforma do Hospital pelo  contratão  da Planova,  mutirão de mamografias e reformas de prédios  escolares
Governo que se pode ver
Vamos combinar uma coisa, o cuidado com a cidade deveria se estender para o abandono de equipamentos públicos, como ginásios de esportes, com piscinas deterioradas, coberturas de casinhas de ônibus e buracos das ruas. Coisa simples de se resolver e de nada adianta o alarde das expectativas de construção de pontes e de casas populares. Ao menos, em um ano poderia ter  um planejamento, um plano de ação , ou seja algo que não dê na cara que é plano eleitoreiro.  A galera percebe e cobra atitude da gestão..
Xixi  fora da pichorra
Pelo jeito , os homens da comunicação e marketing  do prefeito José Pavan Júnior estão mal de pontaria. Não bastasse o discurso de Fábio Valadão que acirras os ânimos de quem está quieto, a notícia sobre a doação de terra para a Igreja  Assembléia  de Deus do Ministério de Belém, -trouxe de volta ao público a história do envolvimento do prefeito o episódio que ficou conhecido como  o Caso do Papinha que rendeu muita dor de cabeça no processo de 2008.O caso ainda desagradou pastores de outras igrejas e ministérios que há tempos  pleiteiam  pedaço de terra.
Informações desencontradas
Se a informação do jeito que foi postada no face não partiu do órgão oficial do Governo, que no  mínimo ficasse esclarecido  que quem recebeu o terreno, não foi a Igreja, foi uma instituição beneficiente, constituída por gente da igreja olhe: é proibido de doar terra para igreja e nem para ninguém, o que pode é fazer cessão para uso em tempo determinado, mesmo que seja muitos anos. Aí, sai a notícia que a prefeitura deu terra para a Igreja. Outra coisa, o processo do jeito que foi noticiado deu entender que foi aprovado agora, contou ponto para o atual presidente da Câmara , o que não é verdade. Ele foi aprovado na primeira fase do governo do Pavan ( janeiro a julho de 2013)  e o presidente era o Marquinhos Fiorella. aí entrou Moura Junior e a proposta ficou parada. Agora , o Pavan assinou o documento de cessão de uso para a instituição e não para a Igreja.. Pronto, ficou esclarecido..
Nosso papel no processo
Esse jornal já incomodou muitas pessoas e poderá incomodar muito mais. Pelo que estamos acompanhando a produção de fakes promete escrachar pessoa. Não estamos a defender esse ou aquele e pelo que desconfiamos de quem esteja do por trás do anônimo  Rita Beretta já deu para entender.O meio político  já sabe quem usa dessas artimanhas Se tem bronca de um vereador  que não entrou no jogo, assuma e não misture a vida pessoal do cara . Muito menos com o Tuta Bosco. Se está com medo de enfrentar o cara, assuma , não fique mandando recadinhos  , encare de frente e denuncie .Se pelo menos a denúncia for consistente,  mostre e já para a galera e  desconstrua  o projeto dele . Assim desmobilize as pessoas que estão no entorno de Tuta Bosco . Assim , elas já se reagrupam com outro pessoal até o final de março. Ou abre o caminho para o cara.
Promoção pessoal
Outro caso que não gostaram nada da notícia, foi esse jornalzinho que o presidente da Câmara está publicando. Veja ele circulou duas edições em dezembro e agora em janeiro soltam uma carta convite para contratar a distribuição. Pelo movimento que a publicação fez na cidade fica a duvida se os 10 mil exemplares anunciados no expediente é uma tiram ou mentiragem  desse pessoal. O povo vem questionando as contratações da Câmara, como uma que está no site. Quase R$ 100.00 pela reforminha das calçadas do Estacionamento, há ! há! há ! Não iremos levar cada coisa dessas para o Ministério Público, não é função da  gente..
Empresas contratadas
O jornalzinho do Sandro , foi impresso na Gráfica Jornal de Rio Claro e a diagramação foi feira pela Tribuna de Rio Clano. O curioso é que pelo que está nos contratos sociais, as empresas são da mesma família.. O grande problema do Sandrinho e de seu diretor David Rodrigues é que eles fazem negócios com linguarudo tipo garganta profunda. Um desses aliados expôs o presidente ao vexame no dia 19 de dezembro quando a gente distribuía o Cromo na Pãolínia. Num é que o boca aberta, ao ver o jornal , passou a mão no Watt zap e encheu a cabeça do presidente que correu na padaria de deu o maior bafo  que até hoje é comentado. Sendo assim, salve a lama das negociações fajutas, salvem os linguarudos mantidos pela Gosma que Borbulha sobre o leite quando ferve, há ! há! há! há! há! há! há! há! há!













quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

O segredo da Superação..

Saiba lidar com as crenças


A pessoa pode ter a deficiência que for, ou deparar com qualquer barreira ou obstáculo na vida. Ela supera conforme desenvolve a sua comunicação interpessoal ,a partir da desconstrução de bloqueios provocados por crenças negativas. Eu sei o que é isso..Uma hora eu explico...miguelsamuel@bol.com.br
De como tratamos ou lidamos com  nossas crenças , depende o nosso sucesso..
1ª)  O que são crenças ? Afinal, em que nós acreditamos e porquê ?
Antes de tudo , é preciso compreender como as crenças se formam para a gente .. Dentre as muitas informações que recebemos ao longo da vida, tem aquelas que nos chegam com uma ênfase maior e ocupam um destaque em nosso mapa de informações.  Elas se fixam em nossas mentes e se tornam crenças. Vai daí a máxima do senso popular que pode até resumir a idéia sobre crença, é de que uma mentira contada repetidamente por muitas vezes se torna verdade.
 Se recebemos a informação e não temos em nosso repertório algo registrado que a contraponha ou faça o confronto, ela permance alí. E alí ela fica para mover nossa vida enquanto não for desconstruída. Logo desde muito criança  vamos formando nossas crenças com base no que ouvimos e vemos ou vivenciamos no meio onde vivemos. Com o tempo,  vamos repassando adiante até que ela seja modificada, substituída ou desconstruída.  São essas crenças que movem nossas vidas , como a de que o que aqui se faz, aqui de paga.. Ou então: As pessoas colhem o que elas plantam. São crenças arraigadas, enraizadas em nós que  coloca as pessoas como julgadora da vida alheia
Logo , sempre que algo deixa de ser como a gente quer , esse é o registro acessado para justificar a situação com o questionamento do tipo: o! Deus, o que eu fiz  para merecer isso .
È só um exemplo de crença que  está em nós de forma inconsciente 
 miguelsamuel@bol.com.br