segunda-feira, 17 de novembro de 2014

CIDADES FICAM INVIÁVEIS

Importantes cuidados com o  Planejamento estratégico
Por Miguel Samuel de Araujo

Para que um Planejamento Estratégico seja bem sucedido, é preciso que o corpo gestor tenha claro as possibilidades legais das ações e saiba confrontá-las com o discurso movido pela euforia da disputa da qual aquele grupo foi vitorioso.
Tão importante como tudo isso, é organizar as ações no tempo de duração da gestão, projetar a curto, médio e a longo prazo sem perder as perspectivas da democratização das relações com a sociedade. Logo, um eficiente sistema de comunicação deve ser construído ( usando todos os meios disponíveis) para mostrar á sociedade o quadro real  e os aspectos jurídicos nos quais esbarram as intenções, diante do quadro que tem e o cenário projetado
 Sendo assim, a Lei de Responsabilidade Social, a Lei das Licitações, bem como as legislações já existentes, como uso e parcelamento do solo, de zoneamento devem ser observadas e analisadas sobre todos os aspectos. Uma das principais  medidas é  abrir um canal de entendimento com o Poder Legislativo.
Vencidas essas etapas, o setor de planejamento fica mais á vontade para esboçar o plano que o Corpo Gestor( prefeito e equipe) pretende  a partir das  propostas  apresentadas nos palanques. No final de um exercício dos quatro anos que compreende o mandato, um posicionamento de um Conselheiro de Tribunal de Contas pode obrigar a alteração de cronogramas importantes se os contratos, editais e formas de pagamentos não forem observados.
Dentro desse olhar, os setores de finanças e jurídicos dos governos precisam destacar sempre um técnico para acompanhar o processo do planejamento , bem como a execução de planos de metas, para que todo o projeto estratégico  tenha previsão de dilatação de prazos em seus cronogramas de execução para que possíveis desacertos observados pelo jurídico possam ser corrigido sem o prejuízo dos prazos estabelecidos
 





domingo, 16 de novembro de 2014

FAMÍLIAS SAEM DE ACAMPAMENTO PARA CONJUNTO RESIDENCIAL EM PAULÍNIA

 Prefeito Moura Junior sorteia casas do Residentecial Pazetti para famílias do Acampamento Menezes..

Muita emoção e alegria no sorteio das 154 casas casas do módulo 3 do Residencia Pazetti, em Paulínia  SP-,

  neste domingo dia 16 de novembro. O evento aconteceu no Acampamento Menezes, onde vivem as famílias. No ato, os responsáveis pelas casas, assinaram também uma autorização para a prefeitura demolir as casas onde vivem. As mudanças estão previstas para o dia 19, quarta- feira. A Prefeitura vai oferecer apoio para as mudanças. O prefeito Edson Moura Júnior ( PMDB) esteve n local e fez um balanço das atividades. No sábado, ele sorteou 593 casas do Residencial Vida Nova e se declarou feliz por estar realizando o sonhos das famílias. A Prefeitura informou que no local onde as famílias estão acampadas será construido um conjunto com cerca de 1500 apartamento pelo Programa Minha Casa Minha Vida do Governo Federal. A inclusão das famílias do Acampamento Menezes , da Fazenda Santa Terezinha e Fazenda Paraiso, atende ao projeto de lei aprovado pela Câmara para atender famílias que vivem em condições de risco. O secretário de Negócios Juridicos, Artur Freire destacou que o Residencial Pazetti ( pelo menos o Módulo 3) cumpre agora a função social para a qual foi projetado. Os Módulos 1 e 2 foram comercializados pela Prefeitura por financiamento da Caixa Econômica Federal com entradas que variam e R$ 10 a 20 mil e prestações de cerca de R$ 1 mil . Já os que compram suas casas do módulo 3, irão financiar em 360 meses pagando prestação de 1/2 salário mínimo , sedo que as casas sao do mesmo padrão

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

A GUERRA PELA MÍDIA MOVE O JOGO DE PODER

miguel
Arte de contar garrafas
Por mais esforço que se faça, para que assim não seja, na política prevalece a máxima popular de que na hora dos encaminhamentos, o marcador da balança pende para o maior peso de tudo aquilo que é colocado na mesa das negociações. Nesse processo, ainda é levado em conta a força, o tamanho e o significado das partes envolvidas, de formas que a sociedade fica refém dos resultados das disputas entre grupos, forças políticas e partidos que integram as composições nos governos e casas de leis em todos os níveis.
A guerra pela mídia move o povo
O novo desenho do comando político do Brasil, no Palácio do Planalto e no Congresso, anuncia um ambiente de tensas relações que já colocam em estado de alerta as lideranças da sociedade que por sua vez orquestram as mobilizações.
Política nacional influencia cidades
O novo período político promete ser de aprofundamento no aprendizado político para o povo brasileiro, no qual obrigatoriamente nossa cidade se vê incluída. Haverá de ficar fora do processo quem pensa e age com a cabecinha bairrista, que vê só o próprio umbigo e ainda coloca Paulínia como uma ilha isolada do contexto brasileiro.
Pediu água
Diplomacia e compromisso público é o que por hora representa o encontro entre a presidente Dilma Rousseff e o governador de São Paulo Geraldo Alckimin para resolver o problema da falta de água no Estado. Mal enrolou a bandeira tucana contra o PT e seus aliados, o Governador do PSBD se viu em apuros e foi bater nas portas do Palácio da Presidente. Um exemplo que deveria se dar por aqui, onde ainda insistem em derrubar o prefeito, atacar a administração sem esclarecer as reais intenções.
A legitimidade das mobilizações de rua
Se tem quem considera justo, colocar o povo nas ruas contra a Presidente, não há como negar a mesma consideração de quem faz o mesmo em defesa dela, basta uma leitura mais crítica da avalanche de informações veiculadas em nível nacional para compreender os interesses que movem cada situação. Só que isso não deve interferir no andamento da estrutura administrativa, precisa responsabilidade, o povo precisa dos serviços públicos.
Um outro momento
Já que a própria presidente afirma que o momento é de diálogos, as questões devem ser debatidas, os protestos devem acontecer de forma responsável. Pelo menos fica fácil ver a posição dos grupos mais retrógrados. Só no Brasil, ocorrem movimento pela volta de militares ao poder, coisa cega e maluca. E o pior, o povo sai nas ruas e pede por democracia, sem a menor noção do que fala. Se fosse em um governo militar, seriam duramente reprimidos. Ficou muito feio esse movimento orquestrado pela direita
Reformas locais
Enquanto a oposição em Paulínia vai aos berros no embalo dos discursos inflamados que partem de vereadores treinados, a Secretaria de Recursos Humanos se empenha no Plano de Cargos e Vencimentos. Representantes do Sindicatos e uma comissão de servidores tem participado das reuniões e ao que tudo indica, por enquanto tudo acontece de forma tranquila. Para o presidente do Sindicato, a comissão que representa os servidores é representativa. Não há como colocar tudo numa assembleia e com as informações dessa comissão, é possível compartilhar com o conjunto dos servidores aquilo que vem sendo discutido.
Grana da greve a caminho
Uma boa notícia. Diretores do Sindicato dos Servidores voltaram animados de Brasília onde estiveram recentemente para acompanhar no Supremo Tribunal de Justiça, o andamento do Processo sobre o pagamento dos dias de greve que o ex- prefeito José Pavan Júnior descontou dos servidores e se recusou a negociar as reivindicações que levaram a categoria paralisar os serviços por públicos por mais de dois meses. O processo está para entrar na pauta e os sindicalistas estão otimistas.
Luta justa dos servidores
O presidente do Sindicato, Eudinei Cabral, destaca que os processos anteriores trouxeram amadurecimento de consciência aos servidores e não impôs medo de lutar pelos seus direitos como alguns ainda acham. Ele avalia como importante a mobilização do pessoal da Educação por melhores condições de trabalho e pagamento de horas extras e espera não haver necessidade de um movimento desgastante como foi nos tempos de Júnior Pavan
Tudo tem a hora certa
Cabral avalia que pelo menos para receber o Sindicato, a administração atual é melhor do que anterior. Ele disse que os pontos do Plano de Cargos Carreira e Vencimento estão em discussão e espera que a prefeitura antecipe uma negociação sobre os dias de greve descontados por Pavan. Só que ele, acrescenta para todas as negociações há começo, meio e fim. Agora é o começo e tem casos que logo não se sustentam só na conversa. Na Educação, o presidente defende que seja discutido o Plano nos termos proposto pelo Governo Federal.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

POLÍTICAS PÚBLICAS CONTRA O CRAC, O EXEMPLO DE SÃO PAULO

O papel das politicas sociais no enfrentamento ao Crack  e outras drogas

Por Miguel  Samuel de Araujo
        ( jornalista)
Qualquer conversa sobre o enfrentamento ao craque sem discutir o uso de outras drogas, como a maconha e a cocaína,  fica uma conversa incompleta. A operação desencadeada pelo prefeito de São Paulo, Fernando  Hadad  acertou a ponta final do problema ao acolher pessoas já em situação degradante,  em estado de flagelamento social e completamente dominadas pelo vício. Elas foram envolvidas em atividades laborais  e começaram a receber uma remuneração, com isso evidenciou a tentativa de resgate da cidadania de pessoas já em situação de degradação e já sem o mínimo de  referências da vida convencional na sociedade. A rigor é uma iniciativa experimental que  pode apontar possibilidades para o enfrentamento da situação que tende a se agravar mais nos centros urbanos. O desafio consiste em  mais do que saber porque as pessoas se envolvem com as drogas e sim porque elas se envolvem. Saber como as drogas chegam até as pessoas é um outro assunto que deve ser da responsabilidade de autoridades específicas subordinadas ao Estado para fazer o combate conforme prevê a legislação.
Dever ser parte das politicas públicas, o acolhimento das pessoas já envolvidas e suas famílias que direta e indiretamente sofre com os efeitos das substâncias psicoatiovas

 Para estender a medida e prevenir contra  o avanço da droga na cidade, é preciso mais emprenho do conjunto do governo, com o envolvimento de vários órgãos  em políticas para a juventude num processo que envolva Saúde, Educação, Cultura, Segurança Pública, Esporte , Lazer , Recreação e outros setores, tudo coordenado ou pelo menos centralizado no Gabinete do prefeito. Deve ser uma politica de governo e não atribuição de uma ou outra secretaria  Uma demanda é o combate e a outra, talvez a mais importante é  a prevenção. As pessoas ociosas vão para os descaminhos por falta de um foco, onde gastar energia, onde inclinar suas mentes. Muitos começam fumando maconha nas pracinhas, nas quadras poliesportivas, sempre ou quase sempre em estado de abandono. Logo, a  municipalidade  precisa mais do que urgente contratar agentes  que trabalhem no sentido de ocupar os espaços dos bairros com ações propositivas, envolvendo as famílias para que meninos e meninas em idade e fase escolar entre 5ªs a 8ªs  sejam envolvidos .A Prefeitura precisa avançar nos debates sobre medidas protetivas nos termos do ECA, Estatuto da Criança e do Adolescente, simples assim ..  Quem pega gosto pela dança ou prática esportiva, cuida da alimentação, do repouso e das energias para estar bem o dia seguinte. Conhecemos uma experiência com a prática da capoeira na cidade de Paulínia que apresenta importantes resultados nesse processo, isso porque com muitas atividades   sócio-educativas  é possível trabalhar a relação desejo/recompensa. A carência de expectativa em confronto com  bombardeio de informações veiculadas da mídia consumista, provoca algo  que pode ser comparado coma vontade desenfreada de comer doce, de abrir uma lata de leite condensado e devorar, como se naquele momento estaria sendo recompensado em seus desejos . Aí, surge a droga que leva a pessoa a extravasar  o sentimento represado.. 

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

PROFESSORES DE PAULÍNIA PROTESTAM

Professores cobram
 condições  de trabalho.


Professores da Rede Municipal de Ensino cobram uma  série de reivindicações da prefeitura. Mais de 200 trabalhadores da educação lotaram o auditório Carlos Tôntoli ( Salão de Imprensa) no dia 30 de outubro  e aguardam uma resposta para a proposta que foi encaminhada por uma comissão escolhida por eles. Nessa reunião, o ponto principal foi a falta de pagamento das horas –extras . Eles também reclamaram a ausência do Secretário dos Negócios Jurídicos, Artur Freire que havia prometido comparecer para esclarecer as questões levantadas. Uma delas, é a aplicação da Lei 12.796  que determina que todas as crianças com idade  para frequentar EMEIS sejam matriculadas. A Comissão afirma que em alguns prédios, as condições estão insuportáveis por falta de pequenas reformas e falta material pedagógico na educação infantil, contratação de monitores. O vice- prefeito Francisco Bonavita  sugeriu a comissão  que seja formulada uma proposta com os pontos principais. Uma integrante da comissão relatou que existem pendências que se arrastam desde a administração passada e que precisam ser retomadas

PAULNIA PRECISA DE UM PACTO PELA VERDADE...

 A Política dos Bastidores
Miguel Samuel de Araújo
Pacto pela Verdade
Os últimos acontecimentos no Brasil, refirmam o que sabemos: o mundo da politica e do poder é regido pela  informação. Pelo que presenciamos, para nosso desalento, nas disputas pelo poder, não está estipulado o menor padrão aceitável em termos de ética e respeito ás pessoas  no processo de veiculação das mentiras contra as verdades e vice- versa. No episódio recente, a verdade venceu. Agora numa espécie de terceiro turno, o debate continua de forma latente pelo Brasil com o bombardeio de informações veiculadas de acordo com interesses das partes. As informações até então disponibilizadas fomentam uma verdadeira guerra que leva multidões  pelas ruas por meio de todas as mídias.
Pacto pela verdade em Paulínia
 Não é de hoje que o acirramento entre oposição e situação em luta pelo poder onde mentiras e verdades são instrumentos, se reproduz também  em nível local, num grande bate e rebate  com pequenos avanços políticos e poucas soluções para grandes problemas já conhecidos por quem acompanha o jogo da politica na cidade. Com isso, o cidadão e a cidadã de Paulínia, aprendem com o tempo, ficam mais atentos nas suas escolhas políticas, buscam informações e vão se pactuando pela verdade. É o debate  permanente
Pacto contra a mentira
Uma hora tudo se esclarece e constrói-se a unidade pelos  verdadeiros interesses  coletivos porque  a guerra da informações pautada na mentira contra  verdade  não se sustenta por muito tempo. A rigor, no processo da disputa pela Presidência da República, veiculou-se visões e versões das formas mais desencontradas, tudo sem levar em conta os fatos reais e as informações históricas, sem tempo para análises e debates sobre as concepções das pessoas, locais e datas dos fatos aos quais foram referidos durante a campanha. O povo virou bucha de canhão e prevaleceu por parte de uma significativa da sociedade o preconceito contra eleitores de  importantes regiões do Brasil que reconheceram os avanços das politicas públicas para suas demandas.
Revendo os arquivos
Falou- se em corrupção e falta de democracia. Só depois de passado o jogo, todos descobrem que desvios de recursos e crimes administrativos acontecem há muitos anos, bem antes do processo de eleições, práticas comum dos que acusam. Esses mesmos que acusam reclamam democracia, não aceitam o resultado das urnas e saem pelas ruas por um golpe militar. Só quem não sabe o que fala e fica de “Maria vai com as outras“ no joguete das disputas pelo poder, ou não conhece o Brasil, pode afirmar com tanta segurança que os eleitores do Norte e Nordeste, votaram em troca do Bolsa Família Provocação das mais rasteiras e acusação das  mais preconceituosas contra milhões de brasileiros .
Pacto contra a mentira em Paulínia
Bem assim, quando interessa, o povo que bate palma para seus discursos verborrágicos é sábio, quando seus interesses escusos são contrariados , o povo que bate palma para os discursos a seu favor ou vaia a verborragia de termos jurídicos de um discurso soberbo de quem ostenta o conhecimentos,- esse povo é massa de manobra desse  ou daquele. Ainda bem que agora tem transmissão pela internet, porque as sessões de Câmara, vezes não passam de comédia para não dizer uma farsa, isso com algumas exceções. Vale a pena acompanhar sim, estimulamos a ida das pessoas á Câmara. Ora, se nem lá, nos  dias de sessão elas não puderem ver de perto quem elas elegeram,  onde haverão de procura-los,  ? Nas ruas, feito loucos?
Coincidência de fatos
O eleitor de Paulínia aprendeu com esse negócio de não aceitar os resultados das urnas e buscar o condão da Justiça que em sua morosidade, decidiu por mantê-lo. A verdade é que a queda de braços atrasou tudo na cidade e mesmo assim, ainda persistem na idéia.
 A gente sabe que a teimosia dos que patrocinaram aquela aventura contra o prefeito eleito não teve nada a ver com os interesses coletivos da cidade, desejo de corrigir falhas no processo. Era meramente o grito dos perdedores e dos que precisavam fazer caixa, muitos desses que hoje de forma camuflada chegaram a torcer pela anulação do resultado das eleições de presidente da República.
Política do retrovisor
Agora, precisamos de um pacto contra a mentira e pela qualidade de vida em Paulínia, por um projeto de cidade que seja politicamente correto, ecologicamente sustentável, politicamente ético e economicamente viável. Problemas existem por todo canto e a história registra que eles não são de hoje. Daqui a quatro semestres tem eleições de novo.  Politicamente de discursos bonitos, ajudas e favores ninguém vive. Essa e a verdade, a cidade não pode parar por conta das rivalidades entre integrantes do grupo que esteve e o grupo que está no poder. Essa é nossa opinião, embora haja tipo imbecil que questiona tudo o que a gente escreve nos acusando de estar desse ou daquele lado. Sabendo de quem se trata, percebe-se  com certeza o que a pessoinha pretende com suas verborragias facebookianas. Estamos do lado da cidade, de seus moradores e contra a mentira. È isso
Vereadores e rumores
Na  linha da busca e restabelecimento da verdade, chama a nossa atenção quando os vereadores , pessoas idôneas e letradas embarcam nos rumores de corredores. Cabe a eles, averiguar as possíveis irregularidades e anuncia-las com as devidas provas  Ao prefeito Edson Moura Júnior (PMDB) e ao secretário da Habitação, Danilo Garcia recaiu a acusação de perseguição política contra as famílias inscritas no programa habitacional que ficaram  fora das casas do Projeto Vida Nova. Pelo facebook , Danilo e Moura Junior ,foram acusados e condenados sem a menor chance de defesa por uma avalanche de postagens no face por gente que se acha sabedor das coisas
Sorteados a própria sorte
 Em reunião com a Caixa Econômica, ficou esclarecido que as pessoas estavam fora do projeto por causa de suas rendas declaradas serem acima do valor estipulado e também  porque em seus cadastros as pessoas apresentavam  problemas na documentação exigida pelo Programa  Minha Casa Minha Vida. Uma vez tudo esclarecido pela Caixa, vamos ouvir o que dizem os vereadores.Com certeza na próxima sessão ordinária o assunto volta com justificativas bem alinhadas em imponentes discursos. A rigor, faltou explicar para as famílias que elas estavam sorteadas para entrar no processo seletivo porque  tinha muito mais gente inscrita do que casas a oferecer. Uma logica que foi omitida por interesses políticos talvez
Confronto de verdades e mentiras
Verdades logicas apontam graves problemas de mobilidade ,todos sabem que como das dificuldades para transitar de carro pela cidades. A outra verdade , faz lembrar que foi prometido uma ponte sobre o rio e um projeto de melhorias no centro na um pouco antes da campanha eleitoral de 2012 e ficou no papel e numa placa instalada no bairro, nada mais. Verdade também seja dita que a cidade tem sérios problemas de segurança. Verdade que foi apresentado um plano de cidade digital incluindo um sistema moderno de câmeras de monitoramento e que o mesmo ficou no papel e no discurso de palanque. Acreditamos e fizemos matérias. Agora que fique claro a mentira de que a Guarda Municipal tem que dar conta de olhar por toda a cidade e conter a onda de crimes. Se nos falta dados para mostrar a verdade, pelo menos aproximamos dela.  Buscamos diferenciar fatos da verborragia e conversa fiada
O povo pede tem sede
Ainda não  tivemos nenhuma informação sobre qualquer medida para prevenir contra uma possível crise de abastecimento. Ainda tem muita gente lavando carros sem levar em conta uma situação que poderá se agravar. Nesta semana muito se falou de um vazamento em uma unidade escolar em um dos bairros. Coisas assim podem ser evitadas e corrigidas para não agravar a situação e com transtornos para as crianças
Não  temos receita
Até quando encerrávamos a presente edição, a especulação sobre o possível substituto do ex- secretário da Saúde, Renato Cardoso, demitido há dois meses era o assunto principal, isso em função das demandas  em andamento naquela importante pasta. Está em curso um processo de contratação de profissionais e da conclusão das obras do Hospital e a entrada de uma instituição privada para gerenciar o sistema
Hora do calafrio
Por nada no mundo, a titular da Secretaria de Recursos Humanos , Orcidia Gaeta mostra a lista com muitos de nomes de servidores comissionado que ela recebeu do Gabinete do Prefeito por esses dias. Uns dez já foram chamados e saíram de cara fechada, reclamando  da noticia. Pelo que apuramos, o prefeito que reformular o quadro de comissionados e dar oportunidade a outros colaboradores para agilizar o funcionamento da estrutura administrativa. Com isso, entres os CCs, quem quer que seja chamado no Recurso Humanos , já  vai com friozinho na barriga e pensando nas contas.


quinta-feira, 6 de novembro de 2014

ENCONTRO DE EDUCADORES EM PAULÍNIA

Prefeitura de Paulínia abre inscrições
para o Enep


A Prefeitura de Paulínia abre hoje (5) as inscrições para o Enep (Encontro Nacional dos Educadores de Paulínia). Servidores da rede municipal de ensino podem fazer a inscrição até o dia 11. Para as vagas remanescentes, o período é de 12 a 16 de novembro.

O evento vai acontecer nos dias 26, 27 e 28 de novembro com atividades no Theatro de Paulínia “Paulo Gracindo” e na Escola Paulínia Stop Motion. As inscrições podem ser feitas no site da prefeitura (www.paulinia.sp.gov).

A abertura vai ser realizada no Theatro, com um tributo a Rubem Alves e palestra com Alessandro Piovezahn, chefe de Comunicações da WSA, organização que pertence à ONU (Organização das Nações Unidas).

A programação também vai contar com cursos e oficinas temáticas.  “Teremos o curso para elaboração do PAR (Plano de Ações Articuladas) e sistemas do MEC (Ministério da Educação) - Simec e Sigarp-, exclusivo aos Secretários de Educação”, comentou a secretária de Educação de Paulínia, Rita Lanza.

De acordo com ela, o município tem investido no sistema educacional, buscando oferecer um ensino de qualidade para todos. “O Enep é uma oportunidade que oferecemos para os profissionais da área da educação de ampliarem seus conhecimentos. Espero que todos aproveitem ao máximo essa oportunidade, pois isso terá reflexo na qualidade do ensino que é oferecido à população”, disse.

O Enep

O Enep é realizado em Paulínia há 20 anos e é reconhecido como um dos principais encontros relacionados à área de Educação do interior paulista e também do cenário brasileiro.

O objetivo do evento é trazer pesquisa, inovação, conteúdo de qualidade, temas atuais e renomados palestrantes do Brasil e do exterior.

Programação

THEATRO MUNICIPAL

26/11  - TARDE

•         13h00 – 18h00 CREDENCIAMENTO



26/11 - NOITE

•         18h30 - CERIMÔNIA DE ABERTURA

•         19h00 - TRIBUTO A RUBEM ALVES

•         19h30 - PALESTRA COM ALESSANDRO PIOVEZAHN (ONU);



27/11  - MANHÃ

•         8h00 -CREDENCIAMENTO

•         8h30 - 10h00 PALESTRA COM BEIA CARVALHO “5 Gerações no Mercado - Geração Y é  o X da Questão.”



•         10h30 AS 12h00: PALESTRA COM EVARISTO DE MIRANDA “Maravilhas a Caminho – Acolher um Deficiente,  Viver Nossas Deficiências”



27/11 - TARDE

•         13h30 - 15h00 PALESTRA COM ADRIANO CANABARRO TEIXEIRA “Educação em Tempos de Conexão, Abundância e Compartilhamento”



•         15h30 -17h00 PALESTRA COM BEIA CARVALHO “5 Gerações no Mercado - Geração Y é  o X da Questão”



27/11 - NOITE

•         18h30 - SHOW COM ALUNOS DA SECRETARIA DA CULTURA – Professora  MALBA

•         19h30 - PALESTRA COM MARCELO ANDERY “Formação de pais e alunos para o bom uso das tecnologias.”